PUBLICIDADE
Topo

Trump diz que não é fã de Meghan Markle após duquesa encorajar voto nos EUA

Donald Trump fez declaração em coletiva de imprensa nos EUA
Donald Trump fez declaração em coletiva de imprensa nos EUA
JONATHAN ERNST

Colaboração para o Splash, em São Paulo

23/09/2020 21h16

Meghan Markle parece incomodar Donald Trump com sua campanha de inventivo ao voto nas eleições. Nos Estados Unidos, o voto é facultativo e a duquesa está ao lado de outros nomes ilustres, como Michele Obama, em ação para estimular a população a ir às urnas.

Continua depois da publicidade

"Não sou fã dela. Desejo muita sorte ao Harry, ele vai precisar."

- Donald Trump em entrevista coletiva

De acordo com o The Independent, a declaração de hoje do atual presidente dos Estados Unidos veio um dia após Meghan Markle e Príncipe Harry aparecerem em vídeo convidando os americanos a rejeitarem "o discurso de ódio" e votarem nas eleições.

Meghan Markle e Harry - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Meghan Markle e Príncipe Harry em vídeo incentivando o voto nos EUA
Imagem: Reprodução/Twitter

Essa teria sido a primeira aparição do casal na TV após a saída da Família Real.

"Conforme nos aproximamos de novembro, é vital que rejeitemos o discurso de ódio, a desinformação e a negatividade online", disse o duque sentado ao lado de Meghan. A duquesa também se pronunciou, afirmando que é importante votar para ecoar a própria voz.

"Quando votamos, nossos valores são colocados em prática e nossas vozes são ouvidas. Sua voz é um lembrete de que você é importante, porque você importa e merece ser ouvido."

- Meghan Markle

Continua depois da publicidade

Em vídeo, a duquesa, que poderá votar nas eleições deste ano, não mencionou um partido político ou candidato e seus porta-vozes disseram à BBC que seus comentários eram um "pedido de decência".