PUBLICIDADE
Topo

Regina Casé vê preconceito quando afirmam que ela só interpreta empregadas

Regina Casé no filme 'Três Verões'
Regina Casé no filme 'Três Verões'
Divulgação

De Splash, em São Paulo

16/09/2020 09h00

A carreira de Regina Casé é marcada por grandes papéis, como a Val de "Que Horas ela Volta?", a Lurdes de "Amor de Mãe" e "Madá" em "Três Verões", que abre programação drive-in do Telecine Open Air, no Rio, hoje.

Continua depois da publicidade

Apesar disso, muita gente aponta o dedo para dizer que a atriz "só faz papel de empregada". Em entrevista ao O Globo, Casé conta que vê várias camadas de preconceito no argumento.

Apenas uma delas é empregada, de fato, que é a Lurdes. Val era babá, e Madá é uma caseira. Mas as pessoas não enxergam isso, não veem suas nuances, porque são mulheres estigmatizadas. É como se todas as mulheres pobres fossem iguais, enquanto cada mulher rica e branca é encarada como um indivíduo. Várias atrizes brancas fazem papéis de mulheres ricas em sequência, e ninguém repara"
Regina Casé

E são justamente personagens como Val, Lurdes e Madá que fazem a atriz observar com bons olhos o protagonismo dessas mulheres.

Hoje tenho um lugar na dramaturgia para que possa me expressar com meu physique du rôle de Caruaru. Caso eu não consiga, espero que pelo menos meu filho Roque e meu neto Brás vejam novelas e filmes que não sejam atravessados pela desigualdade, em todos os âmbitos. Ou que, ao menos, ela não seja tão vergonhosa"
Regina Casé

Continua depois da publicidade

Quantas mulheres simples e quantas empregadas existem no Brasil, para quantas patroas? O natural era que nosso cinema e nossa dramaturgia tivessem muito mais papéis de empregadas como protagonistas. Eu fico honrada de ser convidada a fazer as poucas que aparecem
Regina Casé, a Splash

Além de estrear com "Três verões", Sandra Kogut, Regina Casé também voltou a gravar "Amor de Mãe". Para poder gravar cenas de beijos e abraços da novela, ela está em isolamento prévio em um hotel no Rio de Janeiro.