PUBLICIDADE
Topo

Porta dos Fundos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Seis motivos convincentes para ter filhos agora

Seres lindos e mágicos (no colo dos outros) - Reprodução
Seres lindos e mágicos (no colo dos outros) Imagem: Reprodução
Porta dos Fundos

Textos semanais escritos pelos roteiristas do canal de humor Porta dos Fundos, responsáveis por mais palavrões ditos por famosos que a coluna do Léo Dias. "Roteiristas são como duendes: ninguém nunca os vê, mas fazem coisas mágicas por um prato de comida" (antigo provérbio chinês)

Colunista do UOL*

18/09/2021 11h00

Em tempos normais, a dúvida já paira sobre a cabeça de qualquer mulher em período fértil: será que é hora de ter filhos? Dar continuação à humanidade é um pró, claro, mas o que não falta é gente para te lembrar dos contras: "sua vida vai acabar", "olha o preço das coisas", "imagina ficar preso com aquele bebê demônio chorando durante uma quarentena".

Esta coluna, sua fonte semanal de conselhos gratuitos e de qualidade, traz aqui mais um: ignore todo bom senso e tenha filhos agora, neste momento se possível. Sua vida não vai acabar, ela estará só começando e pode ser maravilhosa, basta ter uma nova visão de mundo (e ignorar a opinião de todo mundo, principalmente quem acabou de ter filhos).

Listamos aqui seis motivos inquestionáveis:

1. Você aprende a dormir em qualquer lugar

Nada de travesseiro de plumas, cama king size ou edredom Alexandre Herchcovitch. Você não precisa mais desses sonhos mundanos e supervalorizados, meu caro. Depois de uma criança com dor de barriga ou nariz entupido durante a noite, você vai aprender a dormir no banheiro; sentado na mesa do café da manhã; na fila do supermercado; numa conversa no trabalho; no almoço e no jantar! E o melhor de tudo: vai adquirir a competência de adormecer com os olhos abertos. Isso não tem preço, acredite.

2. Repensa seus padrões de beleza

Você se achava hippie e dizia que bonito é envelhecer naturalmente, não é mesmo? Depois de um filho, você terá o privilégio de desapegar desse conceito. Com seu espelho te condenando, sua aceitação e autoestima vão ficar muito melhores depois de um bisturi. Liberte-se e procure tratamentos estéticos que levantem sua moral, que acordem o colágeno das profundezas do seu útero (ou intestino, quem sabe?) e estique sua pele sem medo e sem amarras.

3. Desapega do conceito de privacidade

Lembra quando você ficava horas no banheiro olhando notícias no celular, folheando uma revista, um livro? Tanta perda de tempo vendo uma decoração que você nunca teve dinheiro para investir, ou receitas que você não tem tempo de fazer. Chega! Agora, seu banheiro estará com a porta sempre aberta. Você vai descobrir que crianças adoram conversar com quem está no vaso, simplesmente porque é o melhor lugar na casa para isso, tem perfume inebriante e ambiente acolhedor.

4. Transa sem preliminares

O sonho da maioria dos homens do planeta se torna realidade: sexo pós-filhos não precisa de preliminares e tem tempo marcado! Sua vida ganhou um novo propósito e, para isso, é preciso uma agenda para comer, dormir, ver TV, ler um livro (boa sorte nisso!), tomar banho... Você vai descobrir que existe vida além do sexo! Por isso, você tem licença para ir direto ao ponto. Dica dentro da dica: se não quiser usar um cronômetro, que é meio brochante, uma esquete do Porta costuma ter mais ou menos três minutos. Que é basicamente o tempo que você vai ter antes de algum barulho preocupante na sala interromper a brincadeira.

5. Aprende a gostar de Peppa Pig

Parece um motivo super direcionado, né? Mas, acredite, você vai entender porque o mundo das telas e das luzes artificiais podem ser um ótimo estímulo para seu filho. Peppa Pig é a melhor influência para isso. Ela diz "por favor" e "obrigada", e ainda é obediente! Um sonho de menina. Além disso, mantém uma criança parada por uns bons 20 minutos. Esqueça qualquer comentário sobre esse personagem ter forma fálica e ser desenvolvido para atrair crianças tontas. Bobagem. Quando menos espera, seu filho dirá: "papai bobinho". É maravilhoso!

6. Reavalia suas amizades

É hora do filtro! Você estava precisando, não é verdade? Afinal, muitos dos seus amigos nem apareceram para conhecer seu filho na maternidade, quem dirá na infância? Chegou a hora da reciclagem! Você vai descobrir que o melhor é se manter perto de quem conhece a sua louca rotina. De quem sabe da sua vontade de deitar e dormir em cima da mesa da reunião ou de chutar a cara de quem não concorda com você, depois que você passou 3 horas sentado tentando alimentar uma criança. Empatia é o que você precisa!

Se não selecionar bem, pode acabar ouvindo comentários como esse:

Tenho certeza de que te convenci. Tenha filhos! É a melhor piscina de água fria que você vai nadar, acredite.

*Juliana Rodrigues é roteirista e coordenadora de conteúdo do Porta dos Fundos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL