PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Apesar da fama de roqueiro, Fiuk se dá bem como piloto de drift no BBB 21

Fiuk, o intenso? - Reprodução / Instagram
Fiuk, o intenso? Imagem: Reprodução / Instagram
Pedro Antunes

Pedro Antunes, ou "Pô Antunes" pra quem só me conhece pelo Instagram, é jornalista, apresentador, curador e crítico de música e cultura pop desde 2010. Escreveu no Jornal da Tarde, Estadão e foi editor-chefe da Rolling Stone Brasil. Fez mais entrevistas do se lembra, tem um "novo disco favorito" por semana e faz mini-análises de álbuns no programa Tem um Gato na Minha Vitrola, no perfil @poantunes.

Colunista do UOL

04/05/2021 14h57

Sem tempo?

  • Fiuk entrou no Big Brother Brasil 21 como um dos protagonistas.
  • Era o segundo filho mais famoso de Fábio Jr., tinha tido sucesso como músico e era piloto de drift.
  • Mas a jornada do artista no BBB 21 em nada lembrou a intensidade cantada nas músicas do artista.
  • Pelo contrário, ele mostrou mesmo é ser piloto de drift, sua outra paixão.
  • Derrapa, derrapa, mas não sai da pista.

O BBB 21 ainda não acabou - a final da competição será hoje à noite -, mas já sabemos que Fiuk não é favorito para encerrar a última volta desta corrida por R$ 1,5 milhão na liderança (esse posto está com Juliette Freire, segundo dizem).

Ao entrar no reality, o segundo filho mais famoso de Fábio Jr. era um dos candidatos à protagonista. Atuou em novelas da Globo, dono de uma carreira musical com bons números de views, cantava músicas sobre ser um amante intenso e, mais recentemente, destacava-se em corridas de drift, ou seja, de derrapagem.

Roqueiro 'intenso'

Uma análise da obra do Fiuk, o roqueiro, inclui canções de amores tórridos, extasiantes, daqueles que paralisam o corpo, como "Quero Toda Noite", o feat improvável com Jorge Ben Jor, e "Amor da Minha Vida", música lançada durante o confinamento dele em Curicica. Isso que era esperado dele no BBB 21?

Veja se você reconhece o eu-lírico desta música no participante do Big dos Bigs:

Fiuk não viveu um romance tórrido (apesar das investidas de Thaís e também de Juliette), não criou grandes laços nem fez algum inimigo além do já citado Arthur, com quem fez as pazes antes da eliminação.

Eu não consigo mais dormir à noite
Nunca pensei que fosse ser assim
Eu tô vidrado, apaixonado, totalmente acelerado
Mudou tudo aqui dentro de mim

Fiuk, em "Quero Toda Noite"

Eu quero saber se você não quer me beijar
Olha pra mim, duvido você negar
Que agora eu sou quem você sempre quis
Te ver assim linda, tão linda pra mim
Linda, tão linda pra mim
É tudo que eu sempre quis

Fiuk, em "Linda, Tão Linda"

Quero e não posso mais querer voltar
Sinto o nosso tempo acabar
Mas ainda não acabou
Agora é viver tudo que restou
De nós em cada canto
Do tempo, dos momentos que vivemos
Sempre vamos sentir

Fiuk, em "Quando Lembrar"

Em uma edição com tantos personagens que mostraram intensidade e entrega, como Lucas Penteado, Karol Conká, Projota, Sarah e Gil do Vigor, restou ao artista o papel de coadjuvante de luxo.

Derrapa, mas não sai

Mas isso tem uma explicação.

Enquanto todos faziam uma corrida de velocidade, Fiuk preferiu disputar outro esporte motorizado.

O drift é uma modalidade de corrida na qual os carros são colocados a derrapar pelas curvas de um circuito (na cultura pop, o estilo de pilotagem foi destaque do brilhante filme "Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio"). Esta é verdadeira a especialidade do nosso roqueiro.

Como jogador, Filipe Kartalian Ayrosa Galvão só derrapou, de fato, mas diferentemente de todos os outros, ele teve braço o suficiente para manter o veículo na pista. Ou, no caso, se manter no game.

Talvez seja este o maior talento deste personagem do BBB 21 que nunca esteve entre os protagonistas ou entre os antagonistas.

Membro deste bloco intermediário de personagens, Fiuk se destacou em poucos momentos, como quando chorou ao dizer ser branco, homem, hétero e "privilegiadaço". Curioso pensar que a presença do participante na final do BBB 21 não é o exemplo justamente deste mesmo privilégio que o fez chorar.

Também viveu momentos em que levou invertidas do apresentador Tiago Leifert nesta edição - escrevi sobre o "ranço" aqui nesta coluna - e quando se despiu ao lado do grande protagonista desta edição, o inigualável Gil do Vigor.

O fumante Fiuk derrotou o crossfiteiro Arthur em diferentes provas de resistência, o que gerou memes sempre divertidos.

Fiuk irritou o BBB 21 porque se recusou a jogar nos termos propostos por Boninho e Leifert e mostrou um lado resmungão.

Ainda assim, contra todas as probabilidades e ranços, o "privilegiadaço" Fiuk conseguiu se tornar finalista. Venceu bravamente uma dificílima prova de resistência, é verdade, mas isso não deve ser suficiente para coroá-lo como vencedor do BBB 21.

Nesta jornada pelo reality, mais do que se mostrar ser um roqueiro intenso, o talento de Fiuk é de ser ser piloto de drift: derrapa, mas nada é capaz de tirá-lo da pista.

Será este o futuro do jovem artista fora de Curicica?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL