PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes

Rei da sofrência? 9 músicas de Roberto Carlos para as dores do coração

Montagem sobre do álbum Roberto Carlos (1981)
Montagem sobre do álbum Roberto Carlos (1981)
Capa : CBS / Montagem: Pedro Antunes
Pedro Antunes

Pedro Antunes, ou "Pô Antunes" pra quem só me conhece pelo Instagram, é jornalista, apresentador, curador e crítico de música e cultura pop desde 2010. Escreveu no Jornal da Tarde, Estadão e foi editor-chefe da Rolling Stone Brasil. Fez mais entrevistas do se lembra, tem um "novo disco favorito" por semana e faz mini-análises de álbuns no programa Tem um Gato na Minha Vitrola, no perfil @poantunes.

Colunista do UOL

19/04/2021 15h50

Oitenta anos de vida de Roberto Carlos. Há alguns anos, jornais e portais de notícias iniciaram as comemorações a respeito do Rei. Sim, temos um monarca nesta constantemente surrada democracia.

Chacrinha, em seu programa de TV, consagrou-o como Rei em uma cerimônia de coroação da qual participou a mãe de Roberto, Lady Laura. O apelido que circulava entre fãs, então, foi oficializado.

O Splash Explica, inclusive, dá mais detalhes sobre isso.

Continua depois da publicidade

Roberto Carlos é o rei da música brasileira, Foi o galã de cabelos cacheados da Jovem Guarda ao posto de maior cantor romântico que tivemos por aqui.

São mais de 120 milhões de discos vendidos ao longo de uma extensa carreira.

Mas o Rei sente dores de amor? O coração que bate o sangue azul da música brasileira também se machuca pelos dissabores e desencontros amorosos, sim.

Roberto Carlos é rei, também, da sofrência.

Talvez vocês, leitores da geração Z, não conheçam tanto a obra do capixaba de Cachoeiro do Itapemirim que completa 80 anos neste 19 de abril de 2021, além do que assistiram, vez ou outra, em algum especial de fim de ano exibido pela TV Globo. Portanto, este texto tem alguma de utilidade pública.

O sertanejo se apropriou recentemente do termo "sofrência". Temos Marília Mendonça como a "rainha da sofrência", um posto que lhe é justíssimo, mas é importante entender que a linhagem real é tão complexa quanto disputa pelo Trono de Ferro em Game of Thrones.

Temos dezenas de reis e rainhas neste caso.

Afinal, nutrir um sentimento por alguém e não tê-lo correspondido é o combustível para qualquer compositor que se preze (até os punks amam e sofrem, não é?).

Continua depois da publicidade

Reuni aqui 9 músicas sobre as dores do coração da discografia de Roberto Carlos. Uma lista que vai de 1966 (com "Nossa Canção") até desespero contido de "Esse Cara Sou Eu", último hit do Rei, lançado em 2012.

Debati internamente sobre colocar, aqui, dois hits universais de Roberto Carlos, "Como Vai Você?" e "Detalhes". Ambas letras de dor de amor. Optei por manter apenas uma delas, a segunda, porque tem uma letra que mexe mais com meu coraçãozinho.

Essa ficou fora, portanto.

Abaixo, a lista de músicas de Roberto Carlos que o coroam, também, como o Rei da Sofrência.

Se seu coraçãozinho estiver sensível, já prepare um lenço para enxugar as lágrimas, ok?

"Nossa Canção"

Autor: Luiz Ayrão
Do álbum 'Roberto Carlos' (1966)

"Você partiu e me deixou, nunca mais você voltou
Pra me tirar da solidão"

Continua depois da publicidade

"Quando"

Autor: Roberto Carlos
Do álbum 'Roberto Carlos em Ritmo de Aventura' (1967)

"Depois lutei tanto pra esquecer
Tudo o que passei com você, com você, com você
E mesmo assim ainda eu não vou
Dizer que já te esqueci
Se alguém vier me perguntar
Nem mesmo sei o que vou falar"

'As Canções que Você Fez pra Mim'

Autores: Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Do álbum 'O Inimitável' (1968)

"Quantas vezes você disse que me amava tanto
Quantas vezes eu enxuguei o seu pranto
E agora eu choro só sem ter você aqui"

"Sua Estupidez"


Continua depois da publicidade

Autores: Erasmo Carlos e Roberto Carlos
Do álbum 'Roberto Carlos' (1969)

"Meu bem, meu bem
Sua incompreensão já é demais
Nunca vi alguém tão incapaz
De compreender
Que o meu amor é bem maior que tudo
Que existe
Mas sua estupidez não lhe deixa ver
Que eu te amo"

"Detalhes"

Autores: Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Do álbum 'Roberto Carlos' (1971)

"À noite envolvida no silêncio do seu quarto
Antes de dormir você procura o meu retrato
Mas na moldura não sou eu quem lhe sorri
Mas você vê o meu sorriso mesmo assim
E tudo isso vai fazer você lembrar de mim"

"Falando Sério"

Autores: Maurício Duboc e Carlos Colla
Do álbum 'Roberto Carlos' (1977)

"Entre nós dois tinha que haver mais sentimento
Não quero seu amor por um momento
E ter a vida inteira pra me arrepender"

Continua depois da publicidade

"Cama e Mesa"

Autores: Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Do álbum 'Roberto Carlos' (1981)

"Eu quero ser sua canção, eu quero ser seu tom
Me esfregar na sua boca, ser o seu batom
O sabonete que te alisa embaixo do chuveiro
A toalha que desliza no seu corpo inteiro
"

"Fera Ferida"

Autores: Erasmo Carlos e Roberto Carlos
Do álbum 'Roberto Carlos' (1982)

"Me deixei enganar
E até me levar por você
Eu sei quanta tristeza eu tive
Mas mesmo assim se vive
Morrendo aos poucos por amor
Eu sei, o coração perdoa
Mas não esquece à toa
E eu não me esqueci"

"Esse Cara Sou Eu"

Continua depois da publicidade

Autor: Roberto Carlos
Do EP 'Esse Cara Sou Eu' (2012)

"O cara que ama você do seu jeito
Que depois do amor você se deita em seu peito
Te acaricia os cabelos, te fala de amor
Te fala outras coisas, te causa calor"

Como vocês viram na lista, fui de canções de amor mais destruidoras àquelas de uma saudade, digamos, mais carnal. Diga nos comentários qual música de desamor de Roberto Carlos presente na playlist de sofrência de vocês.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL