PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes

Minha carreira em 5 músicas, por Marcelo D2

Marcelo D2
Marcelo D2
Alex Carvalho
Pedro Antunes

Pedro Antunes, ou "Pô Antunes" pra quem só me conhece pelo Instagram, é jornalista, apresentador, curador e crítico de música e cultura pop desde 2010. Escreveu no Jornal da Tarde, Estadão e foi editor-chefe da Rolling Stone Brasil. Fez mais entrevistas do se lembra, tem um "novo disco favorito" por semana e faz mini-análises de álbuns no programa Tem um Gato na Minha Vitrola, no perfil @poantunes.

Colunista do UOL

08/12/2020 10h09

Sem que a gente percebesse, Marcelo D2 passou das duas décadas de carreira. Chegou aos 25 anos de estrada, desde o início do Planet Hemp, revolucionando a música brasileira naquela primeira metade louca dos anos 1990.

Todo o contexto era louco, aliás. Inflação no pico, uma democracia que engatinhava. No meio disso tudo, Marcelo Maldonado Peixoto virava D2. Hoje, um ícone da música brasileira, de fato, e referência para quem curte ouvir ou fazer rap.

Continua depois da publicidade

Hoje (8), D2 se apresenta no festival Bem Bolado, projeto com um show online por mês, em parceria com a Show Livre, com a ideia de fazer um inédito resgate destes 25 anos de carreira.

O show será exibido às 20h desta terça-feira, 8, com transmissão gratuita no canal da Show Livre no YouTube.

Marcelo D2 não é um sujeito de ficar olhando para trás. Desde quando imortalizou a ideia de "a procura da batida perfeita", ele está em constante movimento.

Não por acaso, os últimos anos foram extremamente produtivos. Em 2018, soltou o projeto audiovisual "Amar é Para os Fortes", um disco e filme.

Agora, em meio à pandemia, isolamento social e loucura que foi 2020, ele soltou "Assim Tocam os MEUS TAMBORES", disco gravado em lives transmitidas pela plataforma Twitch, em um processo inédito de expor o processo do começo ao fim, da vulnerabilidade à genialidade.

"Vou fazer esse passeio pela minha carreira, lá do comecinho até chegar na parceria com a Bem Bolado [que é companheira de D2 no álbum mais recente, lançado em 2020]. Vou tocar músicas do começo da minha carreira até esse momento. Poder mostrar essa transformação."

À coluna, então, Marcelo D2 fez esse exercício de olhar para trás. Essa é o especial "Minha Carreira em 5 Músicas", com o rapper que, ao longo de duas décadas, percebeu que o que importava não era a batida perfeita. Era a busca.

Continua depois da publicidade

"Mantenha o Respeito" (1995)

"Essa música talvez seja o começo da minha carreira solo, mesmo dentro do Planet Hemp. Ela foi criada em 1993, saiu dois anos depois, no álbum 'Usuário', mas em 1998, eu lancei outra versão dela no meu primeiro álbum solo, 'Eu Tiro É Onda'. Essa é a música que representa a minha carreira solo."

"1967"

"Esse é meu cartão de visitas, tá ligado? Eu nunca tinha escrito, antes dessa música, uma letra que fosse como uma autobiografia assim. E acho que, depois dela, eu não precisaria escrever mais nenhuma delas. Está tudo lá, afinal."

A música apareceu no Acústico MTV, em 2004, um clássico que merece repeteco, mesmo.

Continua depois da publicidade

"Desabafo"

"Esse foi, talvez, o meu maior sucesso de rádio. É uma música especial porque marca a minha parceria com o [produtor] Nave. Ele tá sempre comigo, em todos os discos. E, aqui, a gente acertou muito. Essa realmente é a cara da minha parceria com o Nave."

"Febre do Rato"

"A primeira que escrevi para o disco 'Amar para os Fortes' e a primeira do roteiro do filme. Realmente representa minha ida para o audiovisual, como diretor e roteirista. Compus sozinho, em um quarto de hotel e cheguei a cantá-la em três versões diferentes até chegar nesta versão final."

"Rompeu o Couro"

Continua depois da publicidade

"Primeira música que compus para 'Assim tocam os MEUS TAMBORES'. Mesmo feita em isolamento social, é a faixa com mais colaborações. Canto com BK, Baco Exu do Blues, Anelis Assumpção e Jussara Marçal. Sintetiza bem o álbum e tem a participação da Luiza, minha companheira e parceira neste projeto."

Serviço:
Marcelo D2 no festival Bem Bolado x Show Livre
Data:
8 de dezembro, terça-feira
Horário: 20h
Ingressos: Grátis (no canal do Show Livre)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL