PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Bailarinas dizem que foram afastadas do SBT por estarem "acima do peso"

A bailarina Camila Galindo, que trabalhava no "Programa do Ratinho" - Reprodução / Instagram
A bailarina Camila Galindo, que trabalhava no "Programa do Ratinho" Imagem: Reprodução / Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

20/05/2021 20h52

Vitoria Carvalho e Camila Galindo tornaram público nesta quinta-feira (20) que foram afastadas do corpo de bailarinas do SBT por estarem "acima do peso". Elas atuavam no "Programa do Ratinho".

Em mensagens no Instagram, as duas relataram a situação. "Fomos afastadas por estarmos acima do peso. Imagina que isso ainda acontece em 2021. Imagina que isso acontece no meio de uma pandemia... Ser afastada do seu trabalho pela aparência", disse Camila.

Sem apontar quem as afastou, Camila afirma que ouviu a seguinte mensagem: "Não precisa vir. Melhore a sua aparência. E tente voltar. Para a gente avaliar se a sua aparência está dentro do esperado". E emendou: "É óbvio que escolhi não voltar. Onde não cabe meu corpo, não cabe a minha arte".

"Isso tudo machucou a gente. Mexeu com a nossa cabeça", prosseguiu Camila. "A gente não tem registro em carteira. É muito vulnerável. Por isso, a gente fica quieta".

Vitoria  - Reprodução / Instagram - Reprodução / Instagram
A bailarina Vitoria Carvalho
Imagem: Reprodução / Instagram

Vitória disse: "Não sei quem me afastou. O que eu queria era o meu trabalho e o meu cachê e isso já me boicotaram". Ela também observou: "E eu espero que outras pessoas que passem por isso não fiquem tão abaladas quanto eu fiquei. Isso acontece muito, em vários setores".

Por fim, a bailarina agradeceu ao apresentador: "Sou muito grata ao Ratinho por todas as possibilidades que ele me deu".

As mensagens das duas bailarinas desencadearam uma onda de solidariedade no Instagram. Camila reproduziu mais de duas dezenas de postagens de profissionais da dança com a mensagem "onde não cabe meu corpo não cabe a minha arte".

A bailarina Eve Garcia também publicou um depoimento dizendo que já enfrentou situação semelhante "em outra emissora":

"Eu estava pesando na época 51 quilos e um certo coreógrafo disse que eu estava acima do meu peso. Durante três meses, na minha cabeça, eu jurava que estava gorda. Tive um princípio de bulimia. Tudo por causa de um comentário maldoso".

Procurado pelo UOL, o SBT afirma que o afastamento das bailarinas ocorreu devido à pandemia de coronavírus. "O programa teve que diminuir o número de produtores, bailarinas e plateia. Não teve nenhuma relação com peso".