PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

No Limite comete erro básico ao não lembrar quem são os ex-BBBs no reality

No Limite: Mahmoud Baydoun foi o primeiro eliminado; quem é ele? - Reprodução/Globoplay
No Limite: Mahmoud Baydoun foi o primeiro eliminado; quem é ele? Imagem: Reprodução/Globoplay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

12/05/2021 10h49Atualizada em 12/05/2021 15h49

Começou de forma muito frustrante a quinta edição do "No Limite". Sem ir ao ar desde 2009, o reality de sobrevivência que marcou época na Globo voltou à grade de forma apressada, na esteira do enorme sucesso comercial gerado pelo "BBB 21".

A maior decepção foi causada pela decisão de não apresentar os participantes - ou relembrar quem são, já que o programa escolheu apenas ex-BBBs para integrar a disputa. Na introdução que não houve seria necessário também explicar quais são as regras do jogo e a dinâmica do reality, o que também não ocorreu.

Confiando na memória do público, "No Limite" perdeu a oportunidade de provocar maior engajamento relembrando quem são aquelas figuras, qual a ligação entre elas e o que fizeram de marcante nas edições do "BBB" em que participaram.

Para não ir muito longe, quem é Mahmoud Baydoun, o primeiro eliminado do "No Limite"? Não houve qualquer informação a respeito. O rapaz entrou e saiu do reality da Globo sem merecer uma palavra sobre a sua biografia.

Outro erro elementar, decorrente deste, foi não explicar como e por que os participantes foram divididos em dois grupos para a competição de sobrevivência. Quais os critérios orientaram as escolhas dos membros das equipes Carcará e Calango?

A predominância de ex-participantes do "BBB 18" (seis num total de 16) seria um elemento interessante a explorar durante as articulações para a eliminação, por exemplo. Mas não houve qualquer menção por parte da edição.

Quando falo em decepção, me refiro ao público. A fila de patrocinadores e a lista de anunciantes do primeiro episódio deve ter provocado alegria em todos os escalões da Globo. "No Limite" voltou em grande forma, indicando que é um chamariz de publicidade. E, no fundo, é isso que importa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL