PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

BBB 21 engana "bebebólogos" e diverte com novas dinâmicas do paredão

BBB 21: Fiuk perdeu para Camilla a prova "do mal" e foi mandado para o paredão - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Fiuk perdeu para Camilla a prova "do mal" e foi mandado para o paredão Imagem: Reprodução/Globoplay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

09/04/2021 01h12

Uma das razões do sucesso "BBB" é a simplicidade de suas regras. O programa tem uma rotina de atividades conhecida e uma série de dinâmicas que se repetem a cada semana. Por este motivo, a cada ano há mais participantes que são verdadeiros especialistas, os "bebebólogos", que tudo sabem e tudo preveem.

Para quebrar a perna destes grandes conhecedores do "BBB", a direção do programa precisa se esforçar cada vez mais. E este ano está se superando, positivamente. A cada semana, há alguma ótima novidade na formação do paredão.

Com exceção da indicação do líder, sagrada, todas as demais dinâmicas estão sendo modificadas.

A desta semana foi a invenção de uma disputa "do mal", entre dois perdedores da prova do líder escolhidos pelos dois mais bem colocados. Caio escolheu Camilla e Arthur, claro, mandou Fiuk. O que se saísse o pior iria direto para o paredão. Este acabou sendo o destino do cantor.

Semana passada, além de Gil, indicado pelo líder, a formação do paredão teve uma rodada tradicional de votos no confessionário. O mais votado, Rodolffo, iniciou uma votação aberta, que terminou com a indicação de Caio. Este teve o direito de colocar mais um participante - e ele indicou Juliette (que se salvou no bate-volta).

Uma semana antes desta, houve uma votação aberta, que levou Sarah ao paredão. Ela e Juliette, indicada pelo líder, tiveram o direito de escolher outro participante para o paredão. Juliette puxou Rodolffo e Sarah puxou Thaís (esta última se salvou no bate-volta).

Com esta política, a direção do programa conseguiu tirar os participantes da rotina. Eles já sabem que a cada semana alguma surpresa os aguarda, o que é ótimo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL