PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

CNN Brasil só contestou Crivella após 11 menções à Globo

Monalisa Perrone e Marcelo Crivella durante entrevista à CNN Brasil na noite de terça-feira (17) - Reprodução/CNN
Monalisa Perrone e Marcelo Crivella durante entrevista à CNN Brasil na noite de terça-feira (17) Imagem: Reprodução/CNN
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

18/11/2020 12h46

A CNN Brasil foi muito generosa com Marcelo Crivella (Republicanos), entrevistado pelo canal na noite de terça-feira (17). O atual prefeito do Rio e candidato à reeleição usou o púlpito oferecido para atacar um "inimigo", a Globo, que é também o principal concorrente da CNN no segmento de notícias na TV por assinatura.

Pelas manifestações de Crivella ao longo de todo o primeiro turno, era previsível que isso ocorresse. Mas Monalisa Perrone, que entrevistou o candidato, demorou muito a fazer um contraponto. Somente após ele ter feito 11 menções negativas à Globo, a jornalista registrou: "Qualquer tipo de ataque a qualquer pessoa ou instituição não é bem-vindo".

Crivella citou sete vezes o termo "Globo lixo", sublinhando as sílabas, numa clara afronta ao concorrente da CNN Brasil, além de ter feito menções à Globo, ao "candidato da Globo" e à Fundação Roberto Marinho.

A CNN Brasil também não foi clara ao explicar a ausência de Eduardo Paes (DEM) no que seria um debate com Crivella. "A data (do debate) foi informada em reunião com as campanhas de todos os partidos no início de outubro. Mas ontem o candidato Eduardo Paes comunicou que não participaria", disse Monalisa Perrone.

Paes, no entanto, observou em suas redes sociais que jamais confirmou participação no evento. E não foi contestado pela CNN Brasil.

"Nunca houve por parte do Eduardo Paes ou da coordenação da campanha qualquer confirmação de participação em nenhum outro debate além dos agendados pela Band e pela TV Globo. Por isso, lamentamos a precipitação da CNN ao anunciar a participação do Eduardo em um debate sem prévia autorização".

No que soou como uma provocação, o candidato participou de um evento festivo na hora programada pela CNN para o debate. Paes esteve numa live musical em homenagem a tia Surica, matriarca da Portela.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL