PUBLICIDADE
Topo

Ainda mal em SP, SBT tem vitória importante no Rio com Libertadores

Jogadores do Flamengo comemoram gol de Bruno Henrique contra o Del Valle, em jogo da Libertadores - SIlvia Izquierdo-Pool/Getty Images
Jogadores do Flamengo comemoram gol de Bruno Henrique contra o Del Valle, em jogo da Libertadores Imagem: SIlvia Izquierdo-Pool/Getty Images
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

01/10/2020 11h50

Ainda dando os primeiros passos no projeto de transmissão da Taça Libertadores, o SBT segue com dificuldades em São Paulo, o maior mercado do país. Mas também há boas notícias. Nesta quarta (30), a emissora conseguiu o seu melhor resultado até agora - ficou em primeiro lugar no Rio, o segundo maior mercado nacional.

Transmitindo Flamengo e Indepediente Del Valle, no Rio, o SBT registrou média de 18,4 pontos (com 29% dos aparelhos ligados). É um crescimento de 384% em relação à média da semana anterior. A Globo teve média de 11,9 pontos (com Botafogo e Bahia) e a Record 9,9 (com a reprise de "Jesus" e "A Fazenda).

Além do expressivo resultado numérico, há ainda o simbolismo de "vencer na casa do adversário". A Globo, como todo mundo sabe, é uma emissora carioca e costuma registrar audiências mais altas no Rio do que na capital paulista.

Já em São Paulo, o SBT ficou novamente em terceiro lugar exibindo um jogo de futebol de um time paulista (São Paulo e River Plate), perdendo para a Globo (Corinthians e Atlético-GO) e para a Record. Nas primeiras duas semanas, a emissora paulista exibiu partidas do Palmeiras. Já a emissora carioca exibiu nas três semanas jogos do Corinthians.

O mau resultado na estreia em São Paulo levou o SBT a apelar. Na segunda semana, a emissora convocou o apresentador Ratinho para comentar no intervalo a partida entre Palmeiras e Guarani (PAR).

O apresentador tentou agitar a noitada com uma provocação ao Corinthians ("O Palmeiras sempre foi um time de glória. É o maior time do Brasil"), mas não conseguiu tirar a emissora do terceiro lugar.

Eliana - Reprodução / Internet - Reprodução / Internet
Eliana e Teo José durante cobertura da Libertadores
Imagem: Reprodução / Internet

Nesta quarta a inglória tarefa coube a Eliana. Sem exagerar no papel de torcedora do São Paulo, ela até reconheceu o talento do adversário ("O Gallardo mandou muito bem. Vamos torcer para que ano que vem a gente possa estar na Libertadores"). Mas o Ibope também não se moveu.

Antes desta vitória no Rio, o SBT já havia festejado resultados positivos em mercados menores. Nas primeiras duas semanas, por exemplo, a emissora liderou com folga em Porto Alegre. No dia 16, com Grêmio e Universid Católica e no dia 23 com um Gre-Nal.

Cada ponto de audiência no Ibope equivale a 74.987 residências em São Paulo, 47.454 no Rio e 15.791 em Porto Alegre. Esses números ajudam a dar uma ideia do que representam as vitórias do SBT.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL