PUBLICIDADE
Topo

Ibope: Estreia na Libertadores deixa o SBT em 3º, atrás de Globo e Record

Gabriel Menino comemora gol marcado pelo Palmeiras sobre o Bolívar em jogo da Libertadores 2020 - David Mercado - Pool/Getty Images
Gabriel Menino comemora gol marcado pelo Palmeiras sobre o Bolívar em jogo da Libertadores 2020 Imagem: David Mercado - Pool/Getty Images
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

16/09/2020 23h43

O SBT teve um bom crescimento de audiência com a exibição de Palmeiras e Bolívar, pela Taça Libertadores, mas a novidade não foi capaz de derrotar a Record, que apresentou uma reprise de novela e "A Fazenda", nem a Globo, que levou ao ar Corinthians e Bahia.

Dados prévios de audiência mostram que o SBT ficou em terceiro lugar na maior parte dos centros urbanos medidos pelo Ibope. Em São Paulo, o maior mercado do país, a emissora de Silvio Santos registrou média de 9,8 pontos durante a transmissão, contra 10,9 da Record e 23,4 da Globo.

A partir do momento em que a Record exibiu "A Fazenda", as transmissões da Libertadores e do Brasileirão perderam público. Entre 22h37 e 23h26, o SBT registrou média de 9,1 pontos, contra 12,7 da Record e 21,2 da Globo.

O SBT exibiu o jogo do Palmeiras para a maior parte de suas praças, e esta opção não registrou bons resultados em algumas cidades. No Rio, por exemplo, a Globo marcou 21,1 pontos, contra 10,4 da Record e 4,4 da emissora de Silvio Santos.

Em Belo Horizonte, a Globo marcou 11,6 contra 10,5 da Record e 5,9 do SBT. No Recife, Globo registrou 15 pontos contra 9,4 da Record e 5,1 do SBT.

A grande exceção foi Porto Alegre. Exibindo uma partida do Grêmio na LIbertadores, o SBT ficou em primeiro lugar, com média de 19,7 pontos, bem à frente da Globo, que marcou 9,4 e da Record, com 6,9.

Todos os números citados neste texto referem-se a dados prévios do Ibope e podem sofrer alteração na quinta-feira, quando forem divulgados os números consolidados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL