PUBLICIDADE
Topo

Promessa de um mundo sem risco para a saúde será uma atração da Fazenda 12

Rodrigo Carelli, diretor do núcleo de realities da Record - Reprodução/YouTube/A Fazenda
Rodrigo Carelli, diretor do núcleo de realities da Record Imagem: Reprodução/YouTube/A Fazenda
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

03/09/2020 19h04

"A Fazenda 12" começa na próxima terça-feira (08) com a promessa de um confinamento 100% seguro, sem riscos para a saúde dos 20 participantes. Testados inúmeras vezes nas duas semanas anteriores à estreia, eles estarão autorizados a circular sem máscaras por todos os ambientes, poderão comer juntos à mesa, se tocar, se beijar, se aglomerar.

Esta promessa de um mundo da fantasia, distante da realidade dos espectadores e dos próprios participantes, é um dos principais atrativos da nova edição do reality da Record. Eles já foram informados que assim que entrarem na área do programa, estão liberados para voltar a fazer muita coisa que estavam proibidos por causa da pandemia de coronavírus.

Mas, diante das imagens das praias lotadas no último final de semana, diante de tanta gente que nega os riscos reais da pandemia, será mesmo que o público se surpreenderá com as aglomerações que vão ocorrer na "Fazenda"?

Aliás, brincando sobre a sua expectativa em relação à nova edição, o apresentador Marcos Mion disse que deve ser uma das últimas nove pessoas que ainda estão em quarentena. Na sua piada se esconde o risco de a surpresa do público não ser tão grande assim.

Outro risco é algum participante contrair a covid-19. Para afastá-lo, a emissora tomou uma série de precauções e as descreveu na tarde de quinta-feira (03), em entrevista (veja aqui). É uma operação altamente complexa e, pelos investimentos envolvidos, acredito que está sendo levada muito a sério. Torço para tudo dar certo.

Achei promissor o diretor do núcleo de realities da Record, Rodrigo Carelli, prometer "surpresas cruciais" nesta nova edição. Segundo ele, os peões que estudaram previamente o reality "vão ter que voltar para a estaca zero".

Normalmente sisudo, Carelli fez piada ao comentar sobre as muitas listas com nomes de supostos participantes da edição. "Neymar não vem. E Regina Duarte também não topou".

A emissora informou que o programa terá "mais de 90 episódios" (a edição anterior teve 87), um número recorde de participantes (20) e muitas provas inéditas (26). "Esta edição tem tudo para fazer história", disse o diretor-geral Fernando Viudez. "O público está carente de entretenimento". Verdade. Ao menos deste tipo de entretenimento.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL