PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

GloboNews "ouviu o recado" e escala jornalistas negros para debater racismo

"Em Pauta", na GloboNews, reúne apenas jornalistas negros para discutir racismo - Reprodução
"Em Pauta", na GloboNews, reúne apenas jornalistas negros para discutir racismo Imagem: Reprodução
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

03/06/2020 20h32

Um dia após virar piada ao promover um debate sobre os conflitos raciais nos Estados Unidos com uma bancada formada apenas por comentaristas brancos no programa "Em Pauta", a GloboNews anunciou nesta quarta-feira (03): "Entendemos o recado".

Excepcionalmente sob o comando de Heraldo Pereira, o canal de notícias da Globo escalou cinco jornalistas negras para discutir racismo no programa: Maju Coutinho, Flavia Oliveira, Zileide Silva, Aline Midlej e Lilian Ribeiro.

Antes de passar o programa para Heraldo, o apresentador Marcelo Cosme leu um editorial sobre o assunto. Disse ele, reconhecendo o erro: "Os jornalistas que dividiram comigo a cobertura ontem, todos experientes e de alto nível profissional, eram todos brancos. Eu estaria mentindo se dissesse que foi um acidente."

Prosseguiu Cosme: "A Globo tem a diversidade como valor e se orgulha dos profissionais negros que têm frente às câmeras e por trás delas. Profissionais de altíssimo nível, que comandam, alguns, a apresentação de telejornais na GloboNews e na TV Globo. E busca e continuará buscando ampliar essa diversidade. Mas, por razões históricas e estruturais de nossa sociedade também aqui na Globo os colegas ainda não são tantos quanto desejável."

Em pauta meme - Reprodução - Reprodução
O "Em Pauta" exibiu o "meme" com a crítica sobre o time de comentaristas brancos do programa
Imagem: Reprodução

Cosme mostrou no ar o "meme" com a imagem da bancada que esteve no programa na véspera, com a legenda provocativa: "Rapaziada... a pauta é racismo". E disse: "Nós entendemos o recado. E hoje a GloboNews convidou profissionais do mais alto gabarito do nosso time para discutir um tema que eles conhecem muito bem, porque o enfrentam em suas vidas".

Cosme também anunciou que Flavia Oliveira e Zileide Silva passam a fazer parte do time de comentaristas do "Em Pauta".

Na sequência, comandado por Heraldo, as cinco jornalistas falaram de experiências pessoais em que foram discriminadas por puro preconceito racial. Mostrando que realmente levaram a sério a crítica feira na véspera, a legenda inicial do debate repetiu a do meme: "Rapaziada, a pauta é racismo".

Ao longo de todo o programa, os seis jornalistas relataram como superaram dificuldades enormes para estudar e se profissionalizarem. Momentos emocionantes e inspiradores.

No encerramento, Heraldo Pereira voltou a fazer referência ao meme que criticou o programa na véspera por ter apenas comentaristas brancos. "Eu quero fazer um agradecimento especial ao Irlan Simões, que tuitou. Quero agradecer a ele e a todos que retuitaram", disse. E reconhecendo mais uma vez o erro, acrescentou: "Às vezes, a gente acha que está fazendo tudo certo, mas a gente erra. E as redes sociais estão aí para nos ajudar a corrigir esses erros. Hoje e no futuro."

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL