PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Marcelle Carvalho

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Tadeu Schmidt passa com louvor pela primeira prova do 'BBB 22': a estreia

Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

18/01/2022 04h00

Tudo novo de novo. A estreia do 'Big Brother Brasil 22' nesta segunda-feira (17) não foi diferente das anteriores. Participantes com aquele ar de incredulidade ao cruzarem o portão da casa mais vigiada Brasil, muita gritaria, abraços e um clima bem festivo. Aquela eterna sensação de colônia de férias que a gente conhece há 22 edições. Quem quebrou a mesmice do primeiro dia foi Tadeu Schmidt, o novo comandante do reality.

Havia uma curiosidade em relação ao substituto de Tiago Leifert. A gente sabe da pegada descontraída de Schmidt, da forma bem-humorada que ele conduzia alguns quadros do "Fantástico", mas para apresentar o "BBB" tem que ter muito jogo de cintura. E o jornalista mostrou ser mesmo o cara para tal função. Está certo que, em alguns momentos, dava para perceber certo nervosismo, o que é natural. Mas em nada ofuscou a estreia do jornalista. Carismático, soltou até um grito durante conversa com os empolgados participantes, na intenção de se unir à barulheira que eles estavam fazendo.

Rolou até um Jogo da Discórdia! Quer dizer, estava mais para Concórdia, já que os confinados tinham que distribuir placas com as primeiras qualidades que viram nos colegas. Foi meio bobo, mas serviu como uma espécie de esquenta para Schmidt, que vai ver o semblante fofo dos participantes mudar para 'sangue nos olhos' em breve. Aí, sim, o apresentador vai ter que segurar esse povo na rédea curta, colocar "fogo no parquinho", como dizia Leifert, quando vir que a galera está querendo "sabonetar". Além de mandar a real, quando necessário, para aqueles brothers e sisters que, porventura, se enveredarem pelo 'incrível mundo dos sem-noção'.

Fato é que o novo comandante do reality passou com louvor na primeira prova: a estreia. E pelo andar da carruagem, Schmidt tem todo o traquejo para conduzir a galera pela experiência mais inusitada das suas vidas. Incluindo a do próprio apresentador.