PUBLICIDADE
Topo

Marcelle Carvalho

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bruna Marquezine: cada vez mais digital influencer de moda do que atriz

Bruna Marquezine - Reprodução/Instagram
Bruna Marquezine Imagem: Reprodução/Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

08/10/2021 05h07

Conheci Bruna Marquezine quando ela tinha 7 anos. Eu e o Brasil todo. A menina-prodígio despontava na vida pública ao conquistar o país na pele de Salete, a pequena órfã que perdeu a mãe vítima de bala perdida, em "Mulheres Apaixonadas" (2003). As lágrimas daquela garotinha eram tão verdadeiras que ficava difícil para gente separar a personagem da intérprete.

novela - Reprodução / Internet - Reprodução / Internet
Salete (Bruna Marquezine) em Mulheres Apaixonadas (Reprodução/Canal Viva)
Imagem: Reprodução / Internet

Nesta época, fui a sua casa, ainda em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, para entrevistá-la. Fiquei ainda mais encantada por vê-la tão articulada e certa do que continuaria a ser quando crescesse. Dificilmente, Bruna seguiria outra profissão porque era desde criança a personificação daquele ditado "a pessoa é para o que nasce". E aquela garotinha nasceu para ser artista.

it-girl - reprodução/instagram - reprodução/instagram
Bruna Marquezine na Semana de Moda em Paris
Imagem: reprodução/instagram

O que se viu no decorrer dos anos foi uma ascensão na profissão. Novelas atrás de novelas, filmes, séries. Vimos Bruna crescer diante das câmeras, seu primeiro papel adolescente, o primeiro beijo na ficção, a estreia com personagem adulto, o primeiro nu em cena... Além, claro, do namoro ioiô com Neymar, acompanhado de perto por um público fiel que até hoje sonha com a volta do casal Brumar.

Com a carreira na atuação consolidada, era só saber administrá-la - e nunca deixar de se aperfeiçoar - para crescer ainda mais e se tornar, quem sabe, na maturidade, aquelas atrizes do naipe de uma Gloria Pires (que também começou criança na TV), Adriana Esteves, Patricia Pillar, por exemplo. Não digo que Bruna não pense em seguir esses passos. Mas o que estamos vendo nos últimos anos é a atriz se aproximar cada vez mais do perfil de influenciadora digital de moda.

it-girl - reprodução/instagram - reprodução/instagram
Bruna Marquezine passou a ter seu nome associado a de influenciadora de moda
Imagem: reprodução/instagram

Após deixar de ser uma das contratadas da TV Globo, há dois anos, artista, além de ter mais liberdade para estar em outros projetos, como os dos streamings, mergulhou ainda mais no universo fashion. Basta ver como foi sua participação nesta última Semana de Moda de Paris, no início de outubro. A caxienese brilhou em looks bombados, esteve na primeira fila dos desfiles de estilistas renomados, fechou parcerias com a Vogue Itália, Polônia, Brasil e Estados Unidos. Ah, lembrando que a artista já esteve nas paginas da publicação americana, em 2019, citada como um dos 14 talentos globais para moda. No ano anterior, recebeu o prêmio "It Girl" da revista GQ de Portugal.

A gente percebe que a nova carreira de Bruna, de 26 anos, vem sendo muito bem planejada. Meticulosamente construída. E os frutos estão chegando e é mérito dela e da equipe que trabalha para isso crescer. Porém, esperava que hoje estivesse arrebentando nas telas e telonas dentro e fora do país. Algo do tipo Rodrigo Santoro, Alice Braga, entende? Porque o potencial dela gritava desde "Mulheres Apaixonadas".

"Ué, mas ela não pode escolher outro caminho? Investir mais em uma carreira não significa deixar de lado a outra, certo?", podem dizer. Sim, claro. Ainda mais quando se une o prazer pessoal com o financeiro. O que eu digo é apenas o lamento de quem viu um talento natural para a atuação - vamos combinar que impressiona encontrar crianças que interpretem sem tatibitate - ser engolido pela faceta celebridade. Bruna, após saída da TV Globo, já protagonizou o filme "Vou Nadar Até Você", dirigido por Klaus Mitteldorf, gravou a série "Maldivas", na Netflix, mas vem se destacando mesmo é por seu lado it-girl.

it-girl - reprodução/instagram - reprodução/instagram
Os looks de Bruna Marquezine nos eventos da Semana de Moda de Paris
Imagem: reprodução/instagram

Que os ventos continuem a soprar a favor de Bruna nesta etapa celebrity. Torço, porém, para que não se esqueça do ofício que a fez ser conhecida e deixou a todos nós encantados. Talento ela tem desde que era menina pequena lá de Caxias.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL