PUBLICIDADE
Topo

Marcelle Carvalho

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Grazi Massafera relembra ritual após 'Verdades Secretas': oração e alfazema

Grazi Massafera em "Verdades Secretas" - Globo/Zé Paulo Cardeal
Grazi Massafera em "Verdades Secretas" Imagem: Globo/Zé Paulo Cardeal
Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

17/08/2021 04h00

Qualquer um que ainda duvidava do talento de Grazi Massafera, com certeza, se rendeu a ela em "Verdades Secretas" (2015). Difícil esquecer a atuação visceral da atriz como Larissa, modelo ativa no book rosa, que quase foi destruída pelo crack. A performance da artista não impactou só a gente como a levou à indicação ao Emmy Internacional, considerado o Oscar da TV mundial. A bela não ganhou, mas sabe que a novela de Walcyr Carrasco, reprisada a partir do dia 24, na TV Globo, foi uma virada de chave na sua trajetória.

Larissa foi um divisor de carreira e profissão até. Era um desafio acreditar que eu era capaz de fazer alguma coisa de diferente do normal. Porque as pessoas sempre creditavam em mim um personagem de acordo com o meu estereótipo. A Larissa não é diferente, o meu estereótipo ajudou a construção dela, mas foi a desconstrução que fez com que esse personagem brilhasse", analisa Grazi.

Brilho até maior do que ela poderia imaginar. A atriz conta que ficou "meio aérea" quando soube que tinha sido indicada ao Emmy:

A ficha só caiu quando eu estava lá, no dia. Foi muito louco isso. Hoje eu digo que a ficha caiu e tenho essa indicação como um dos maiores orgulhos da minha carreira. Na época, eu estava meio anestesiada, as pessoas falavam e parecia que não era eu, era tão grande que eu não percebia."

Verdades Secretas - Estevam Avellar/Rede Globo/Divulgação - Estevam Avellar/Rede Globo/Divulgação
Larissa vai à agência e, drogada, destrata Whiskey, em m'Verdades Secretas'
Imagem: Estevam Avellar/Rede Globo/Divulgação

Ver a aquela deusa chafurdando nas drogas dava uma certa taquicardia. Justamente o efeito que a artista queria provocar na gente. Grazi vê a trajetória de Larissa como um alerta, uma importante função social.

É um personagem muito complexo para descrever ou resumir? Larissa é uma modelo no momento de decadência, vazia, sem apoio familiar, sem estrutura emocional nenhuma, que cai nessa sedução do meio da moda e, em consequência, pega a pior parte desse meio. Com Larissa, na verdade, eu entendi muita coisa da profissão. É um trabalho e uma personagem praticamente sociais, quase um projeto social da minha parte. Acho que as pessoas também receberam dessa forma e me orgulho disso."

Longe de Verdades

Grazi não estará em "Verdades Secretas 2", sequência que está sendo gravada e ainda não tem data de estreia. O que é uma pena. Acredito que todo noveleiro estaria curioso para saber o que aconteceu com Larissa, já que a última cena da novela original, a ex-modelo havia voltado para a Cracolândia para tentar salvar aquelas pessoas como ela foi salva.

Aliás, a atriz lembra bem de ter ido ao local conversar com dependentes químicos. Além disso, todo o processo para achar esse lugar da pessoa viciada dentro de si foi extremamente detalhado.

Li sobre o processo químico de cada droga: cocaína, LSD, os ácidos e depois o crack. Conversei com especialistas, fiz um amplo estudo de imagens de filmes já consagrados, clássicos do tema. Depois, fui para o processo corporal, saber como era a sensação de cada droga no corpo. O processo foi bem exaustivo até chegar onde era parecido, porque eu nunca usei nenhum desses tipos de droga. Então, tinha que achar no corpo aonde cada um afetava mais para diferenciar as drogas. Quando a gente se aproximava do resultado, criava a memória corporal. Depois é que eu fui para o texto. Foi um processo bem interessante, bem esmiuçado", explica a bela.

Gente, só de ouvi-la contar já sinto o peso de toda essa preparação. O curioso é que Grazi afirma que o "processo de gravações eram leve e prazeroso".

Todo mundo me fala como se fosse pesado, né? Pelo contrário. Eu já passei por personagens, protagonistas, muito mais pesadas. A Larissa não tinha o peso do protagonista, mas dentro da história ela acabou se tornando. Eu gravava menos, tinha mais tempo para organizar as cenas, para me concentrar e eu tinha sempre um ritual para ir e para voltar (da personagem)", afirma a atriz.

Eita, que os noveleiros de plantão querem saber sobre essa ritual, menina!

Chegava em casa, ia pro banho, fazia as minhas orações, jogava água benta com alfazema na casa, convidava os anjos da guarda. Acredito em energia, gosto de fazer limpeza. Esse processo todo ficou muito fechadinho, eu tinha prazer em trabalhar dessa forma", completa.

Com a reprise, Grazi vai ter o prazer e o distanciamento de assistir a trama.

Achei uma ótima oportunidade de rever sem a emoção do momento. Eu vou assistir mais como espectadora. É um trabalho que o público gostou tanto... Como a gente ainda está num processo pandêmico, acho que vai ser gostoso rever.

Mas o distanciamento não significa longe de julgamentos, não é mesmo?

Tenho uma autocrítica bem severa, porque eu sou assim. Mas passa. Vejo uma cena minha e é difícil dizer que estava boa, sempre enxergo algo que eu poderia melhorar. Mas não me martirizo. Tenho um pensamento, uma estratégia de atleta: eu assisto a minha performance e vejo o que posso melhorar para as próximas. Já fui de ficar me martirizando, hoje não mais? O que acho é que vou ficar com vontade de trabalhar de novo (risos)."