PUBLICIDADE
Topo

Luciana Bugni

Que você faria em lua de mel nas Maldivas? Marido de Sasha briga no Twitter

Sasha e João Figueiredo: meio paraíso, meio celular - Reprodução/Instagram
Sasha e João Figueiredo: meio paraíso, meio celular Imagem: Reprodução/Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes
Luciana Bugni

Luciana Bugni é gerente de conteúdo digital dos canais de lifestyle da Discovery. Jornalista, já trabalhou na "Revista AnaMaria", no "Diário do Grande ABC", no "Agora São Paulo", na "Contigo!" e em "Universa", aqui no UOL. Mora também no Instagram: @lubugni

Colunista do UOL

28/05/2021 14h46

Eu não sei você, leitor, mas eu nunca fui para as Maldivas. Conheço, assim, de internet. Aliás, até as prateleiras do mercado ultimamente eu tenho visto só pela tela do celular.

Mas as Maldivas são bonitas até na internet, né? Um mar que não tem tamanho, é tanto céu e mar num beijo azul. É paisagem para ninguém botar defeito. São mais de mil ilhas no oceano Índico, ao sul da Índia. 200 delas são habitadas. Mas o que mais aparece nas fotos são aqueles quiosques no meio do oceano, ligados por palafitas de madeira. Imagina sua lua de mel num lugar desse? O que você faria?

Sasha e o marido, João Figueiredo, estão no seleto grupo de privilegiados que pode ir para as Maldivas. Ela, a modelo e estilista, você conhece: nasceu praticamente ao vivo no Jornal Nacional em 1998. É filha de Xuxa. Se casou há alguns dias, em uma cerimônia bem intimista e responsável do ponto de vista pandêmico, em Angra dos Reis. O nome do rapaz é João Figueiredo. Ele é cantor e empresário. E marido de Sasha.

Fiz uma breve pesquisa na internet para ver quanto custa ir para as Maldivas (sim, eu gosto de sofrer). Segundo o Trip Advisor, há hoteis com diária entre R$ 2 mil e 4 mil. Uma semaninha por até R$ 28 mil. O de Sasha, segundo o mesmo site, custa R$ 12 mil por dia.

O Airbnb oferece opções mais baratas. Na casa de Ahmed, um superhost do site, você pode alugar um quarto com banheiro compartilhado por R$ 83 por dia. Os últimos hóspedes dizem em suas avaliações que Ahmed é honesto, gentil e agradável. E dá para ir a pé até a praia onde se pode usar biquíni. Sim, o país de Ahmed é mulçumano: os biquínis pequenos que você vê nos resorts e nas fotos das celebridades não são permitidos em praias públicas.

Há várias opções de passeios para fazer mergulhos: é possível ver corais, arraias-manta gigantes, tartarugas marinhas e até tubarões-baleias. Um passeio daqueles, para nunca mais esquecer, pelo que me diz o Google.

Mas dá também para ficar no Twitter

Enquanto eu fazia essa pesquisa, e pensava se precisaria usar uma burca como saída de praia, o marido de Sasha devia estar no Twitter reclamando. Reclamando porque alguém o criticou por fazer lua de mel em plena pandemia. Reclamando porque alguém disse que ele é marido de Sasha. Reclamando porque a garota que esteve com MC Kevin antes de seu morte disse que é modelo. Reclamando de tudo. Xingando. Arrumando briga.

Sasha mostrou o quarto do bangalô onde eles estão em seu Instagram. Buracos envidraçados no chão exibem o mar azul e a fauna marítima. Um deles é embaixo na mesa de jantar. O outro, mais curioso, é em frente à privada. João disse empolgado que era o lugar mais legal do quarto e encenou que fazia suas necessidades enquanto admirava um caranguejo (ou seria um siri?). O tour se completa com um sofá, onde o marido de Sasha diz que aquele é um lugar para fazer amor. Ela ri com desdém.

Quase todo jovem de 20 e poucos anos segue um Deus que cravou um mandamento num smartphone de pedra: "onde tiverdes wi-fi, conecte-se." João parece obedecer, mas poderia aproveitar melhor a praia, a esposa, o vaso sanitário com siris, os dias em que isolamento social parecem um pesadelo distante.

Mas, se estiver entediado com a mulher com quem casou outro dia, quem sou eu para julgar, ele pode até usar o celular. Mas aí procura alguma coisa mais interessante para fazer do que brigar no Twitter com quem está curtindo pandemia no Brasil (essa galera, João, parece ser meio azeda e invejosa). Que tal ver fotos das Maldivas no Google? Parece que o lugar é lindo.

Você pode discordar de mim no Instagram. Lá não tem mar azul, mas eu tenho uma gata preta que até fica bem nas fotos.