PUBLICIDADE
Topo

Lucas Pasin

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Justiça determina que Belo e Gracyanne paguem suposta dívida com hospital

Belo e Gracyanne Barbosa foram condenados a pagar dívida com hospital - REGINALDO TEIXEIRA / RT FOTOGRAFIA
Belo e Gracyanne Barbosa foram condenados a pagar dívida com hospital Imagem: REGINALDO TEIXEIRA / RT FOTOGRAFIA
Lucas Pasin

Jornalista há 14 anos, Lucas Pasin já experimentou as mais diversas áreas da profissão. Da rotina em redação aos releases de uma assessoria de imprensa, passando pelo marketing digital e comunicação corporativa. Mas, sem dúvida alguma, foi na cobertura do universo dos famosos que encontrou a maior curiosidade, e talvez, por isso, o maior reconhecimento profissional.

Colunista do UOL

24/05/2022 10h44Atualizada em 24/05/2022 21h22

A Justiça de São Paulo condenou, no dia 16 de maio, Belo e Gracyanne Barbosa por uma dívida com o Hospital São Camilo Ipiranga, no valor de R$ 2.959,22. A decisão de 1ª instância, assinada pelo juiz Álvaro Luiz Valery Mirra, possibilita que o casal recorra.

Além de julgar procedente a ação de cobrança aberta pelo hospital em 2020, o juiz condenou o casal ao pagamento dos custos e despesas do processo e honorários advocatícios, determinado em 10% sobre o valor da condenação.

A informação sobre a condenação foi publicada em primeira mão pela colunista Fábia Oliveira.

Procurada pela coluna para comentar o assunto, Gracyanne Barbosa argumentou que o valor já havia sido pago em 2020 e enviou documentos que mostram um depósito ao Tribunal de Justiça.

O advogado de Gracyanne e Belo, Dr. Marcelo Passos, enviou à coluna, por volta das 21h de hoje, um recurso que foi apresentado à Justiça hoje como embargos de declaração, com intenção de sanar contradições, omissões e obscuridades na sentença. No recurso, o advogado alega e mostra documentos que provam que o casal já quitou a dívida dois anos antes de serem citados.

A Justiça de São Paulo tentou por mais de um ano citar Belo e Gracyanne pela dívida. O primeiro pedido de carta de citação da Justiça ocorreu em setembro de 2020. Nele, o juiz Álvaro Mirra especificou que a ausência de contestação implicaria revelia e presunção da veracidade das alegações do hospital no processo.

O hospital diz que tentou várias vezes receber a quantia de forma amigável, mas os esforços não deram resultado, restando como única saída procurar a Justiça.

Segundo a administração do São Camilo, Belo firmou um contrato de prestação de serviços, para intervenção clínica e hospitalização de Gracyanne, em dezembro de 2018. As despesas do tratamento médico foram de R$ 2,5 mil, mas, apesar de o hospital ter honrado com suas obrigações, o casal não cumpriu com o pagamento devido.

O hospital também foi procurado para comentar a questão, mas não se manifestou.