PUBLICIDADE
Topo

Lucas Pasin

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Fátima Bernardes não ficará muito tempo no 'The Voice'; entenda bastidores

Lucas Pasin

Jornalista há 14 anos, Lucas Pasin já experimentou as mais diversas áreas da profissão. Da rotina em redação aos releases de uma assessoria de imprensa, passando pelo marketing digital e comunicação corporativa. Mas, sem dúvida alguma, foi na cobertura do universo dos famosos que encontrou a maior curiosidade, e talvez, por isso, o maior reconhecimento profissional.

Colunista do UOL

20/05/2022 10h16Atualizada em 20/05/2022 13h42

Desde o anúncio da Globo, em abril deste ano, sobre a decisão de tirar Fátima Bernardes do comando do "Encontro" para assumir o "The Voice Brasil", uma pergunta toma conta, tanto nas redes sociais quanto nos corredores da emissora: Por que Fátima foi a escolhida para deixar a grade das manhãs e comandar o reality show musical?

Para responder esta pergunta, é necessário voltar para o início de 2021, quando Fátima Bernardes teve suas primeiras conversas decisivas com a direção da Globo, destacando a vontade de não continuar mais em um programa diário. Ela queria ter mais tempo para a família, amigos, viagens, e a rotina no "Encontro" não fazia mais parte de seus desejos profissionais.

A emissora entendeu o pedido de Fátima, mas viveu, logo de imediato, um grande impasse que incluía agradar patrocinadores da manhã na Globo. Marcas apostam na apresentadora pela credibilidade que ela construiu ao longo da carreira, e sua saída repentina poderia fazer com que a grade matinal perdesse dinheiro.

Depois de alguns testes com outros possíveis apresentadores - entre eles Patrícia Poeta e Sandra Annenberg - e até a possibilidade de acabar com o programa "Encontro", não era mais segredo na emissora que Fátima deixaria o programa. Funcionários já sabiam das possíveis mudanças, e que poderiam ser realocados ou demitidos, e o assunto circulou nos corredores da Globo durante todo o segundo semestre de 2021.

Enquanto isso, Fátima teve novas conversas com a emissora e pediu, em dezembro, para não comandar mais a cobertura do Carnaval da Globo. Era mais um desejo que seguia o planejado pela apresentadora: ter mais tempo livre. A Globo, ainda sem conseguir definir o que fazer com Fátima em sua grade, atendeu prontamente como forma de ganhar tempo para atender o pedido maior da apresentadora.

Todo o impasse entre a Globo e Fátima sempre girou em torno da credibilidade que a apresentadora construiu, tanto com seu público quanto com os patrocinadores. A direção sempre soube que seria muito arriscado cogitar deixar a apresentadora fora da grade até pensarem numa solução definitiva.

Agora, com a decisão tomada, a direção já sabe que Fátima Bernardes não permanecerá por muito tempo no "The Voice Brasil". Há um planejamento inicial da emissora para criar um programa, ou um quadro especial, em que Fátima fará apenas participações semanais, porém voltadas para o público que já conquistou nas manhãs.

Enquanto isso, mudar Fátima para o reality musical foi um improviso que combinou com os desejos da direção - após a saída de Tiago Leifert do "Big Brother Brasil" - de renovar parte de seus apresentadores.

Procurada pela coluna, a Globo nega qualquer impasse ou decisão improvisada da ida de Fátima Bernardes para o "The Voice Brasil". Em nota, o departamento de comunicação da emissora diz:

A ida de Fátima para o 'The Voice' foi uma decisão conjunta com a empresa, e representa um novo ciclo na trajetória de Fátima no entretenimento. Foi uma transição pensada considerando o momento atual da apresentadora, que se sente pronta para encarar novos desafios, e o da emissora, que planejava novidades para sua oferta de realities.