PUBLICIDADE
Topo

Lucas Pasin

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Dança das cadeiras da Globo em Londres: Vedova volta e Salviano assume

Pedro Vedova volta de Londres ao Brasil e Murilo Salviano assumirá a correspondência no lugar - Reprodução/Globo e Reprodução/Instagram
Pedro Vedova volta de Londres ao Brasil e Murilo Salviano assumirá a correspondência no lugar Imagem: Reprodução/Globo e Reprodução/Instagram
Lucas Pasin

Jornalista há 14 anos, Lucas Pasin já experimentou as mais diversas áreas da profissão. Da rotina em redação aos releases de uma assessoria de imprensa, passando pelo marketing digital e comunicação corporativa. Mas, sem dúvida alguma, foi na cobertura do universo dos famosos que encontrou a maior curiosidade, e talvez, por isso, o maior reconhecimento profissional.

Colunista do UOL

02/05/2022 17h35Atualizada em 02/05/2022 19h48

Pedro Vedova, 37 anos, deixará o posto de correspondente da TV Globo em Londres, Inglaterra, e retornará ao Brasil. Quem assume seu lugar é um dos "novos rostos" destaques do jornalismo da emissora, Murilo Salviano, de 31 anos.

Em recente reportagem desta coluna em Splash, Salviano já havia sido apontado como jornalista da nova geração que vem agradando a alta cúpula da Globo. Ele integrava o time da emissora em Brasília, foi transferido para o Rio de Janeiro, onde faz reportagens especiais para o "Fantástico". Ao lado da mineira Tábata Poline, apresentou "Fé na Vida", série documental de três episódios, que foi ao ar em dezembro de 2021, e serviu como uma espécie de teste para a presença do profissional no jornalismo nacional.

Vedova retorna após atuar como correspondente em Londres desde 2014. Antes exclusivo da GloboNews, virou colaborador do "Jornal Nacional" após sua cobertura do atentado ao jornal Charlie Hebdo, em Paris (2015). O jornalista chegou a ser transferido para Berlim e fez matérias especiais na Hungria e Áustria, entre outros países da Europa.

Vale lembrar que Pedro Vedova, ainda na GloboNews, em 2013, viralizou após ser atingido por uma bala de borracha disparada por policiais enquanto cobria manifestações no Rio de Janeiro. A imagem de sua testa sangrando tomou as redes sociais, reforçando as atitudes violentas da polícia nos protestos daquele ano.

Não se sabe ainda quais funções Vedova ocupará em seu retorno ao Rio de Janeiro. Espera-se que o jornalista assuma reportagens especiais no "Fantástico".

Procurada por Splash para comentar a "dança da cadeira" em Londres, a Globo divulgou uma nota confirmado a troca. Leia abaixo na íntegra:

Em agosto, o jornalista Murilo Salviano deixa o 'Fantástico' para assumir o lugar de Pedro Vedova como correspondente internacional da Globo em Londres, na Inglaterra, fazendo entradas tanto no jornalismo da TV Globo como da GloboNews. Já Vedova, que atua na capital britânica desde 2014, retorna ao Brasil para integrar a equipe do 'Fantástico'.

Pedro Vedova entrou na GloboNews em 2008, pelo programa Estagiar. Em 2012, passou a fazer videorreportagem no Núcleo de Reportagens Especiais do canal de notícias. Foi enviado especial do canal nas eleições do Paraguai, na Venezuela, na cúpula do Mercosul na Argentina e em reportagens sobre política, economia e cultura em São Paulo, Brasília e Fortaleza.

Cobriu a Rio+20, as manifestações de junho de 2013, e esteve presente na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), durante a visita do Papa Francisco ao Brasil. No início de 2014, baseado em Londres, Pedro Vedova passou a atuar como correspondente internacional da GloboNews e estreou no 'Jornal Nacional' no ano seguinte.

Murilo Salviano é repórter especial do 'Fantástico' desde 2019. Antes, integrava o time da GloboNews, onde destacou-se como o mais jovem repórter da sucursal de Brasília. Além de já ter assinado reportagens nos principais telejornais do país, Salviano também participou de documentários marcantes, como "BR 101: Uma Rodovia de Muitos "Brasis"", da GloboNews, em que cruzou o país dentro de um carro, por 30 dias, com um cinegrafista.

Além de vários prêmios, o documentário foi capa do jornal O Globo, em dezembro de 2018, como um dos principais produtos de televisão daquele ano. No fim de 2021, com Tábata Poline, Murilo assinou o especial de fim de ano 'Fé na Vida', da TV Globo, sobre a retomada de sonhos e projetos interrompidos durante a pandemia.