PUBLICIDADE
Topo

Leonardo Rodrigues

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Gente como a gente. Papa dá escapadinha do Vaticano para ir a loja de disco

14 set. 2021 - Papa Francisco acena para peregrinos em Kosice, na Eslováquia - Sean Gallup/Getty Images
14 set. 2021 - Papa Francisco acena para peregrinos em Kosice, na Eslováquia
Imagem: Sean Gallup/Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Leonardo Rodrigues

Leonardo Rodrigues é jornalista do UOL, com passagem pela Folha de S.Paulo. Também é colecionador de LPs e luta para que, um dia, toca-disco deixe de ser confundido com vitrola.

Colunista do UOL

13/01/2022 04h00

Não canso de frisar nesta coluna que lojas de discos são espaços sagrados. Templos de preservação da memória e das culturas popular e erudita. Mas algumas delas são literalmente mais abençoadas que outras. Esta história saiu nas agências internacionais de notícias.

Amante da música clássica, o papa Francisco deixou o Vaticano na noite desta terça-feira (11), por volta das 19h (horário local), para visitar velhos amigos que administram uma loja de discos em Roma e voltou com um CD de presente.

A visita é uma das famosas escapadelas do pontífice —já viu o filme "Dois Papas"?— e deveria ter sido mantida sob sigilo. O problema é que Javier Martinez-Brocal, repórter da agência de notícias Rome Reports, estava no local por acaso e filmou a cena com o celular.

Caiu na internet: o vídeo mostra o papa, que evita carros à prova de balas, saindo da loja e entrando em um Fiat 500 branco simples com placa do Vaticano.

Francisco permaneceu na loja StereoSound, localizada bem ao lado do antigo Panteão, um dos principais pontos turísticos de Roma, por pouco mais de dez minutos. Vida sagrada é corrida.

Segundo um porta-voz do Vaticano, ele queria abençoar o estabelecimento, que recentemente passou por uma reforma. O papa se tornou amigo dos proprietários da loja anos atrás, quando era apenas o cardeal Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires, e visitava a loja a procura de discos e CDs de música clássica.

Na época, ele costumava se hospedar em uma residência próxima para clérigos visitantes. Não é fácil perder determinados hábitos.

E o que papa levou para ouvir em casa? Certamente não foi um exemplar de "Sobrevivendo no Inferno", dos Racionais MC´s, que ele já tem, presenteado em 2015 pelo então prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Desta vez, ele ganhou um CD de música clássica, Compositor e intérprete não foram revelados. O argentino Francisco é conhecido por apreciar Beethoven, Mozart e Bach —e tango.

Tiziana Esposito, filha da dona da loja visitada de surpresa pelo papa Francisco, afirmou em entrevista que a família "ficou sem palavras" com a chegada do líder da Igreja Católica.

"Foi um encontro íntimo e emocionante. Ele vinha aqui quando era arcebispo e depois quando era cardeal. Sempre comprava música clássica. Ontem, nos homenageou com essa visita e foi um grande privilégio ter recebido ele aqui", disse à agência Ansa.

"Não sabíamos quando. É verdade que tê-lo aqui escolhendo discos é um prazer, mas sabíamos que isso não era possível porque ele virou o Papa. Ele veio fazer uma oração e abençoar o nosso negócio. Foi uma coisa muito íntima, veloz e emocionante. Foi muito... não consigo nem achar outras palavras."

Curioso em saber como é o interior da StereoSound, que é especializada em rock e música pop em geral? Então clique aqui para agora "loja do papa", novo ponto turístico musical da capital italiana.

Quer conversar comigo? Então mande uma mensagem para mim no Instagram (@hrleo) ou Twitter (@hrleo_). Leia mais textos da coluna aqui.

E até o próxima datilografada!

*com informações das agências Reuters e Ansa