PUBLICIDADE
Topo

Leandro Carneiro

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Choro de Daniele Hypólito prova que 'Power Couple' é verdadeiro 'No Limite'

Daniele Hypólito chora em prova do "Power Couple" - Reprodução/Record
Daniele Hypólito chora em prova do 'Power Couple' Imagem: Reprodução/Record
Leandro Carneiro

Editor de Splash, viciado por qualquer tipo de reality show, inclusive aqueles que os famosos vivem na vida real. Jornalista há mais de 10 anos e palpiteiro desde sempre. Se o assunto for esporte entro em campo também.

Colunista do UOL

23/06/2021 11h51

O "Power Couple" teve mais um dia para dar aula para o "No Limite". Enquanto o programa da Globo segue como uma edição de praia do "Passa ou Repassa", a Record leva seus participantes ao limite da adrenalina.

Enquanto Zulu, Paula, Kaysar e os demais participantes do reality da Globo estão curtindo um resort de luxo, sem comida, no Ceará, Daniele Hypólito e Mari Matarazzo entraram em pânico ao serem vendadas para descobrir quais animais estavam na caixa - cobra, coelho, rato, lagarto e o marido.

Nenhuma das duas chegou a colocar a mão dentro das oito caixas. Ficaram paradas, chorando, pedindo desculpa para os parceiros, demonstrando que realmente chegaram ao seus limites.

"É uma coisa que não é medo, é pânico, bem diferente de medo. Estou tremendo, chorando. Não vou fazer, de forma nenhuma", disse Daniele chorando na prova antes de desistir.

Aliás, não é só quem faz a prova que merece elogios. Adriane Galisteu deu um baile em André Marques quando mostrou seu humor ácido ao falar da situação com Mari.

"Por que você está tão nervosa", questionou a apresentadora.

Vale lembrar que um dia antes os homens participaram de uma prova em que tiveram de encarar muita adrenalina e o medo de altura ao serem arremessados para cima em uma prova.

É que as gravações de "No Limite" já acabaram, mas ainda é tempo de reunir todo mundo e refazer algumas provas que causem mais emoção do que um "jogo da velha" como o de ontem.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL