PUBLICIDADE
Topo

Leandro Carneiro

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bolsonaro segue sem entender o papel da imprensa e o que é respeito

Bolsonaro atacou a repórter da Globo hoje - Reprodução
Bolsonaro atacou a repórter da Globo hoje Imagem: Reprodução
Leandro Carneiro

Editor de Splash, viciado por qualquer tipo de reality show, inclusive aqueles que os famosos vivem na vida real. Jornalista há mais de 10 anos e palpiteiro desde sempre. Se o assunto for esporte entro em campo também.

Colunista do UOL

21/06/2021 18h32

Mais uma vez, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacou uma jornalista por sua raiva da imprensa. A postura, após anos de governo, não muda e ele segue achando certo ofender e maltratar jornalistas. Coincidentemente, ou não, mais uma vez o alvo foi uma mulher.

Mas vamos lá, um manual, que talvez ajude o presidente na próxima vez em que for abordado por repórteres:

"Você quer fazer uma pergunta decente?" - Não presidente, não cabe a você julgar se a pergunta é decente ou não. Se só quer pergunta que agrade ou mostre os seus feitos, isso tem outro nome, se chama assessoria de imprensa.

A sua não-resposta já seria suficientemente desrespeitosa com a repórter Laurene Santos, da TV Vanguarda, afiliada da Globo no Vale do Paraíba. Mas você não parou por aí e mais uma vez quis mostrar sua força e tentou humilhá-la ao mandar a repórter "calar a boca".

Você chamou a Globo de "imprensa de merda", talvez ainda incomodado pelo editorial que a emissora fez pelos 500 mil mortos no "Jornal Nacional".

E completou falando "vocês não ajudam em nada". Então, mais uma vez, vamos lá, o papel da imprensa não é te "ajudar" em nada e sim fiscalizar, perguntar e apontar irregularidades na gestão pública.

Ah, e sobre a pergunta em relação a chegar em um evento de máscara, a resposta não é "eu chego como quiser", como você falou. É recomendação sanitária, inclusive, na teoria, do seu governo. Mas lembre, quando você esteve no Equador, você colocou a máscara para "não dar mau exemplo", certo?

O ataque a Laurene não é novidade em sua trajetória. Antes já tivemos Daniela Lima (CNN), chamada de "quadrúpede", Driele Veiga (SBT) que teve de "deixar de ser idiota". Também teve Patrícia Campos Mello que ganhou uma indenização contra o presidente por um comentário de cunho sexual. Todas mulheres e jornalistas ofendidas pelo senhor.

Sei que sua agressividade não é destinada exclusivamente às mulheres. Você já ameaçou um repórter do jornal O Globo e falando que "queria encher a boca dele de porrada".

Mas deixo aqui um último conselho: vai ser até melhor para sua imagem simplesmente responder as perguntas, sem ficar ameaçando ninguém.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL