PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Por Eliezer, Natália perdeu paz, R$ 1,5 milhão e a chance de vencer Arthur

Perseguida no começo, Natália seria a oponente natural de Arthur Aguiar, mas desperdiçou a chance - Reprodução/Globo
Perseguida no começo, Natália seria a oponente natural de Arthur Aguiar, mas desperdiçou a chance Imagem: Reprodução/Globo
Conteúdo exclusivo para assinantes
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

12/04/2022 09h53

Tão logo foi constantemente alvo de baldes de água na cabeça - um deles literalmente - no jogo da discórdia, em fevereiro, Natália passou a ocupar um lugar de destaque no "BBB 22". Para muitos, a mineira virou alvo de forte perseguição injustificada por seus companheiros de confinamento. Outros chegaram a compará-la com Juliette, que virava alvo de críticas nas noites de segunda-feira no reality show. Na noite que culminou com a expulsão de Maria do jogo, Natália ganhou milhões de seguidores e rapidamente se tornou favorita para parcela da audiência.

Seria natural, portanto, que a essa altura, fosse ela a grande adversária de Arthur Aguiar, preferido do público. Tal chance foi desperdiçada por uma visão míope de jogo. Ao invés de apostar na narrativa de que foi perseguida e humilhada, Natália achou melhor para si voltar as atenções para Eliezer, que, mesmo a beijando, seguiu votando nela. Apegada, não percebeu que a estratégia do rapaz era basicamente formada a partir da popularidade alheia, colocando-se à sombra de outras pessoas. O afeto não parecia recíproco.

Por uma paixão, Natália desperdiçou a chance de ganhar o grande prêmio, perdeu parte da popularidade que ganhou, se desestabilizou durante festas, brigou com as amigas mais próximas. Perdeu a paz dentro do programa. Na última segunda-feira (11), ao colocar Eliezer no monstro teve de ouvir berros e palavrões do ficante. Foi triste de ver. E será triste assistir sua reação quando perceber que poderia ter uma passagem muito mais icônica no "BBB", não tivesse se deixado levar por alguém que não a merecia e quis formar casal como estratégia para conquistar o público.