PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

'BBB 21': Paredão falso é a chance de Carla finalmente acordar para o jogo

"BBB 21": Carla Diaz em noite de formação de paredão - Reprodução/Globoplay
"BBB 21": Carla Diaz em noite de formação de paredão Imagem: Reprodução/Globoplay
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

08/03/2021 00h11

Depois de levar esculacho por parte não só do namorado, mas também dos amigos dele, Carla Diaz precisa abrir os olhos. E ter a chance de ser escolhida para vencer o paredão falso desta semana pode ser a melhor saída para a atriz, que viu Arthur preferir dar o colar do anjo a Projota do que a ela, com quem se relaciona.

Claramente vítima de machismo na indicação feita por Rodolffo, que fez questão de ressaltar que ela era "desleal" e "comentada" por muitos colegas, Carla preferiu ficar quieta. A falta de sangue nos olhos parece ser o grande problema da atriz, que poderia despontar como um grande nome desta edição. Ainda presa a amarras no mundo exterior, pensando em como tem sido vista, a ex-chiquitita evita a todo custo partir para o ataque ou se defender de maneira mais veemente.

Agora, ela pode ganhar do público a chance de finalmente se impor e mostrar que não está no jogo apenas para ganhar mais seguidores. A audiência precisa ver a atriz se empoderando e se protegendo do discurso questionável - para não dizer nocivo - de boa parte dos homens da casa mais vigiada do país. Ao votar em Caio, talvez alguma disposição para isso talvez já tenha sido mostrada.

Ao contrário de edições em que o artifício foi usado, o paredão falso do "BBB 21" é menos empolgante que nos anos anteriores. Ao contrário do que ocorreu em outras temporadas, nenhum favorito do público foi escolhido para esta berlinda. No passado, figuras como Anamara, Ana Paula Renault, Emily Araújo, Gleici Damasceno e Gabriela Hebling renderam bons momentos. Desta vez não parece ser o caso. E o retorno triunfal parece ainda menos provável quando se levar em conta o fato de que o escolhido pelo público não terá acesso a todos os áudios da casa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL