PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

'BBB 21': Desistência de Lucas deveria ser motivo de vergonha para todos

Lucas deixou a casa do "BBB" neste domingo (7) - Reprodução/Globoplay
Lucas deixou a casa do 'BBB' neste domingo (7) Imagem: Reprodução/Globoplay
Conteúdo exclusivo para assinantes
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

07/02/2021 08h55

Lucas Penteado deixou a casa do "BBB 21" da maneira mais triste possível. Constantemente isolado pelos colegas de confinamento, o ator chegou a passar dias sem o direito de se expressar, perdeu os amigos mais próximos e teve de ouvir barbaridades. Na madrugada deste domingo (7), ao exercer plenamente seu direito à afetividade, acabou questionado.

Tão logo beijou Gilberto, Lucas foi acusado de ficar com o colega para ganhar destaque no jogo e formar casal. Preocupado por ter assumido a bissexualidade em rede nacional, pediu um conselho a Lumena e ganhou como resposta "Você não é especial". A psicóloga, lésbica, fez exatamente o contrário do que deveria. Ao invés de receber o LGBT que acaba de se afirmar no mundo com acolhimento, decidiu partir para a crítica e para o julgamento. Prestando grande desserviço à comunidade da qual faz parte, Lumena deu um show de bifobia e falta de empatia.

Ela não estava sozinha. Boa parte da casa questionou se Gilberto teria se sentido "usado", o que ele negou de imediato. Karol Conka e Nego Di, mais uma vez, transformaram Lucas em alvo. A verdade é que o ator estava na mira desde a primeira semana, quando criou conflitos com Kerline e, posteriormente, brigou com parte dos colegas numa festa. A partir daí, os integrantes da edição que "cancelaria o cancelamento" decidiram cancelá-lo.

Lucas foi expulso da mesa por Karol Conka sem direito a dividir refeição. Se ficava calado, para alguns, estava fazendo cena. Se falava, para outros, procurava briga. Humilhado, foi proibido de dirigir a palavra a alguns. Nego Di, então seu melhor amigo, o acusou de defender vagabundo e o chamou de mau-caráter. De Pocah ouviu que ele lhe metia medo. Até então seu ídolo, Projota tratou de armar um plano para eliminá-lo e debochou de suas rimas. Todos pagarão com o julgamento popular.

Lucas não teve uma crise nervosa à toa. Seus gritos no confessionário, vazados pelo pay-per-view, dão uma boa mostra do tamanho do estrago emocional que o bullying pesado e a falta de respeito lhe provocaram. As marcas desta experiência trágica doerão mais do que qualquer paredão e vão durar por muito tempo. Que vergonha de quem assistiu calado a tudo isso.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL