PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

Tendência da Globo reciclar programas do Multishow e do GNT é real

Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

27/11/2020 12h27

Resumo da notícia

  • Depois do "Lady Night" e do "Que História É Essa, Porchat?", emissora exibirá mais conteúdo da TV paga
  • Estão programadas as estreias de "Vai Que Cola" e "220 Volts" e uma nova temporada da "Escolinha"
  • A sinergia parece ser uma tendência irreversível após um ano de pandemia e contenção de gastos

Em um ano de contenção de despesas e produções paradas por causa da pandemia, a Globo recorreu ao acervo de canais pago de seu grupo para tapar buracos na programação. Multishow e GNT viraram uma grande fonte de conteúdos para a emissora aberta.

Somente neste ano, já foram ao ar o "Lady Night" e "Que História É Essa, Porchat?", que foram ao ar na TV por assinatura. Agora, em dezembro, chegam outras três produções.

O humorístico "Vai Que Cola" substituirá o "Conversa com Bial" durante as férias com exibição de episódios de sua sexta temporada. Também do Multishow, o "220 Volts", de Paulo Gustavo, vai ganhar uma edição especial como formato de fim de ano.

Além deles, a Globo exibirá ainda uma nova temporada da "Escolinha do Professor Raimundo", produzida em parceria com o Canal Viva. A sinergia parece ser uma tendência irreversível.