PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

Luciano Huck tem até março para avisar à Globo se sairá candidato em 2022

Luciano Huck: decisão sobre futuro político é aguardada pela Globo - Marília Cabral/TV Globo
Luciano Huck: decisão sobre futuro político é aguardada pela Globo Imagem: Marília Cabral/TV Globo
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

24/11/2020 07h00

Resumo da notícia

  • Contrato do apresentador do "Caldeirão" com a Globo vence no ano que vem
  • Huck tem apagado fotos com políticos envolvidos em escândalos e já jantou com empresários para falar sobre possibilidade de candidatura
  • Possível carreira política afeta também o destino de Angélica, que não poderá seguir no ar durante a campanha

A Globo aguarda ansiosamente a confirmação dos próximos passos de Luciano Huck. A emissora deu até março do ano que vem para que o apresentador defina se sai ou não candidato à Presidência da República em 2022.

A antecedência se justifica: ambas as partes precisam preparar o terreno para uma possível despedida. Caso ele decida seguir a carreira política, o "Caldeirão" deve sair do ar no meio do ano que vem, por volta de junho.

Curiosamente, o contrato do apresentador vai até 2021. Ele havia renovado por mais seis anos em 2015. E mais: coincidência ou não, a Globo iniciou o desenvolvimento de um novo programa de Márcio Garcia, apontado por diversas vezes como possível substituto, para o ano que vem.

O futuro político de Huck mexerá também com o destino de Angélica, que, por ser casada com ele, não poderá levar ao ar uma nova temporada de seu programa, "Simples Assim", a partir do momento em que a candidatura for anunciada.

Em jantar com empresários no último dia 11, em São Paulo, o apresentador deu a entender que está perto de chegar a uma conclusão. "Da outra vez, achava que não estava pronto. Agora, eu estou. Mas a decisão não está tomada", disse ele, segundo a revista "Veja", referindo-se à tentativa de concorrer nas eleições de 2018.

Nos últimos meses, há quem afirme que Huck teria promovido uma operação limpeza em suas redes sociais e apagado postagens com políticos envolvidos em escândalos, casos de Aécio Neves, investigado por propinas em obras de hidrelétricas, e Chico Rodrigues, flagrado com dinheiro na cueca, em Roraima. Uma imagem com Robinho, jogador acusado de estupro, também teria sido deletada.

A assessoria de Huck, no entanto, nega. "Luciano Huck nunca apagou nenhuma foto de suas redes sociais com os personagens citados.
Essa narrativa foi criada e instituída nas redes sociais. Vale ressaltar que todas as imagens que circulam são registros espontâneos de diversas pessoas e que não configuram prints do Twitter ou de qualquer outra plataforma do apresentador"
, afirma, em nota.

O apresentador do "Caldeirão" também tem se expressado cada vez mais sobre questões sociais. Resta saber se dessa vez a candidatura ocorrerá de fato.