PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

Após deixar GloboNews, 'Manhattan Connection' será exibido pela TV Cultura

Manhattan Connection com Lucas Mendes, Caio Blinder, Diogo Mainardi e Ricardo Amorim - Reprodução/GloboNews
Manhattan Connection com Lucas Mendes, Caio Blinder, Diogo Mainardi e Ricardo Amorim Imagem: Reprodução/GloboNews
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

23/11/2020 10h13

Resumo da notícia

  • Programa deixou GloboNews no domingo (22)
  • Estreia na nova emissora deve acontecer no ano que vem e programa deve seguir aos domingos
  • Ideia é que "Manhattan Connection" consiga financiamento privado em emissora pública

Após deixar a GloboNews sem aviso prévio aos espectadores, o "Manhattan Connection" já definiu seu novo rumo. A atração passará a ser exibida pela TV Cultura a partir de janeiro de 2021.

O elenco, por enquanto, deve seguir o mesmo: Lucas Mendes, Caio Blinder, Diogo Mainardi, Pedro Andrade e Ricardo Amorim.

Na emissora, já existe uma movimentação para pensar no formato e suas exigências técnicas. A atração deverá continuar no domingo à noite.

Ao site "O Antagonista", Mainardi afirmou que "o programa será inteiramente financiado por patrocinadores privados".

O programa ficou no ar por 27 anos em emissoras a cabo do Grupo Globo.

A TV Cultura confirma a estreia do programa em 2021 em sua grade de programação: "Com imensa satisfação, a direção da TV Cultura confirma que o programa 'Manhattan Connection' deverá fazer parte da grade da emissora a partir de 2021. O programa, integrado por Lucas Mendes, Caio Blinder, Diogo Mainardi, Ricardo Amorim e Pedro Andrade, tem previsão de estreia na Cultura em janeiro. Em breve serão anunciados mais detalhes sobre os dias e horários de exibição".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL