PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

TV brasileira terá realities de confinamento durante todo o ano de 2021

Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

30/10/2020 15h50

Resumo da notícia

  • Com sucesso do "BBB 20" e de "A Fazenda 12", emissoras aumentam espaço para o gênero
  • De janeiro a dezembro, haverá algum reality show de confinamento no ar na TV brasileira
  • Além do formato, haverá ainda novas edições de "The Voice", "PopStar", "Mestre do Sabor" e "MasterChef"

O brasileiro já provou que tem vocação para espectador de reality shows. Dentro as muitas opções do gênero, são os programas de confinamento que chamam mais atenção e, consequentemente, fazem mais sucesso. Se neste ano o "BBB 20" e "A Fazenda 12" revitalizaram seus formatos, em 2021 haverá uma aposta ainda maior no formato.

A vigésima primeira edição do "BBB" chega em janeiro e será exibida até maio. Será a maior de todos os tempos e repetirá a fórmula de dividir a casa entre convidados e inscritos. Em maio, na Record, já estará no ar a nova edição do "Power Couple", que confina casais. Em julho, na mesma emissora, será a vez de "A Ilha", que isolará famosos - um deles mascarado - em busca de um tesouro em um lugar paradisíaco.

Em setembro, Marcos Mion voltará a chamar de fazendola a nova edição de "A Fazenda", que já recebeu sinal verde da Record, e ficará no ar até dezembro.

Isso sem contar, claro, duas edições do "The Voice" e a volta do "Popstar" e do "Mestre do Sabor", na Globo, que fogem ao gênero de confinamento, assim como o "MasterChef", da Band. Não faltarão realities em 2021.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL