PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

Por causa de audiência baixa, Globo retalha 'A Força do Querer'

Juliana Paes interpreta Bibi Perigosa, em "A Força do Querer"  - Reprodução/Globo
Juliana Paes interpreta Bibi Perigosa, em "A Força do Querer" Imagem: Reprodução/Globo
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

16/10/2020 07h00

Resumo da notícia

  • Emissora tem condensado dois capítulos em um único dia para acelerar trama
  • Novela de Gloria Perez tem audiência inferior a de antecessoras
  • Previsão é que reprise fique no ar até janeiro, quando deve voltar "Amor de Mãe"

A Globo passou a fazer valer o subtítulo "edição especial" para "A Força do Querer". Ao contrário do que ocorreu com "Fina Estampa", cujos capítulos iam ar na íntegra, a atual reprise da novela das nove tem sido retalhada na edição em busca de melhores índices de audiência.

A trama de Gloria Perez tem sofrido para conseguir ultrapassar os 30 pontos na medição do Kantar Ibope, número que era constantemente alcançado por sua antecessora, escrita por Aguinaldo Silva. Até agora, a média geral de "A Força do Querer" é de 28,8 pontos, a mais baixa desde 2016.

Por causa disso, a emissora passou a enxugar os capítulos. Em alguns dias, dois episódios são comprimidos em um único. Fãs do casal formado por Paolla Oliveira e Marco Pigossi têm se queixado nas redes sociais.

Nos bastidores, o argumento é que a trama escolhida é muito recente - foi ao ar em 2017 - e mais densa do que a solar "Fina Estampa". Com isso, a novela de Gloria Perez deve ganhar novo ritmo até que seus índices se estabilizem. A esperança é que isso ocorra com o desenvolvimento das histórias de Bibi Perigosa (Juliana Paes) e Ivana (Carol Duarte).

A previsão é que a reprise chegue ao fim em janeiro, quando será sucedida pela segunda parte de "Amor de Mãe".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL