PUBLICIDADE
Topo

Histórico

TV chega aos 70 anos dispensando veteranos e repensando seu futuro

Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

18/09/2020 18h47

Resumo da notícia

  • Televisão chega ao septuagésimo aniversário revendo seu modelo de negócio
  • Para combater avanço do streaming, emissoras devem investir cada vez mais no ao vivo
  • Jornalismo e reality shows deverão sair fortalecidos dos novos tempos

A televisão brasileira chega ao seu septuagésimo aniversário revendo seu modelo de negócio. Antes considerados intocáveis, grandes medalhões da dramaturgia têm sido dispensados de seus contratos de décadas. Ao mesmo tempo, segue apostando em novos rostos - mais baratos e populares nas redes sociais.

Com grande concorrência do streaming, as emissoras vislumbram no ao vivo o grande diferencial. Jornalismo e reality shows, que demandam reações imediatas e, por vezes, interações devem se fortalecer nos próximos anos, previu Boni, no "Roda Viva". O diretor não está errado.

Com custos cada vez mais enxutos, a televisão terá de achar caminhos alternativos e criativos para se manter relevante pelos próximos 70 anos. Este é o assunto do vídeo da semana, acima.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL