PUBLICIDADE
Topo

Histórico

'De Férias com o Ex' foi morno, mas abriu debate sobre diversidade

Todos os participantes do De Férias com o Ex Brasil 6 (Divulgação/MTV) - Todos os participantes do De Férias com o Ex Brasil 6 (Divulgação/MTV)
Todos os participantes do De Férias com o Ex Brasil 6 (Divulgação/MTV) Imagem: Todos os participantes do De Férias com o Ex Brasil 6 (Divulgação/MTV)
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

06/08/2020 22h31

Resumo da notícia

  • Sexta temporada do reality show demorou para engatar e ter conflitos
  • Representação LGBT e negra também foi questionada pelo público e por participantes
  • Programa tem mais duas temporadas previstas para o ano que vem

Para quem estava acostumado a ver casos de infidelidade e brigas que terminavam em garrafas quebradas ou água arremessada de baldes, a sexta temporada do "De Férias com o Ex" foi morna. Ao contrário do que se esperava, o elenco selecionado pela MTV demorou para entender a dinâmica do programa. O reality show de pegação não teve pegação. Pelo menos não nos níveis considerados suficientes pela audiência.

A produção tentou de tudo, até mesmo colocar a mãe de um dos participantes para passar um dia na casa, mas as esperanças pareciam remotas. Graças a Scarlat, no entanto, que já havia aparecido em edições anteriores, mais conflitos surgiram, especialmente com Rebecca. Camila, grande privilegiada pela edição, também ajudou. Depois de pegar geral e ser levada a vários dates, ainda teve ciúmes de João com Bárbara. O melhor ficou para o final. Demorou para engatar a marcha.

A sexta temporada da atração, no entanto, abriu debates importantes, especialmente no que diz respeito à diversidade. Anunciada como a primeira ter um gay assumido entre os participantes, a temporada cortou por duas vezes momentos de intimidade entre os homossexuais do jogo. Após críticas e até mesmo denúncia no Ministério Público, a situação mudou. Leonardo e Matheus, hoje namorados, tiveram seu sexo insinuado da mesma maneira que ocorria com os heterossexuais do jogo. Jéssica Marissol, por sua vez, trouxe um questionamento relevante sobre a quantidade de participantes negros no programa e chegou a perguntar se não pertenceria a uma cota, uma vez que aparecia pouco na edição.

Tais críticas devem servir para a MTV repensar a escalação das próximas temporadas do reality, que já foi criticado por só mostrar corpos padronizados. Além do debate sobre diversidade, há outro ponto positivo. O "De Férias com o Ex" trouxe uma discussão importante sobre relacionamentos abusivos, uma vez que a relação tensa entre Flávia e Victor gerou muitas conversas sobre o assunto. Com pelo menos mais duas edições previstas para o ano que vem, o programa terá uma lente de aumento ainda maior sobre seus próximos passos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL