Topo

Ex-vocalista do Kasino perdoa Gilberto Barros por meme e quer reencontrá-lo

Fher, ex-Kasino, quer reencontrar Gilberto Barros Imagem: Reprodução/Montagem
exclusivo para assinantes
Chico Barney

Colunista do UOL

13/05/2022 15h48

Fher passou muitos anos magoado com Gilberto Barros por conta do meme do "Kasinão". Praticamente todos os cidadãos brasileiros que tiveram acesso à internet ao longo das últimas décadas de alguma forma entraram em contato com o vídeo, um trecho do programa Sabadaço em que o apresentador balbucia palavras de ordem durante a performance da banda de música eletrônica oriunda do Rio de Janeiro.

O ex-vocalista da Kasino cruzou uma longa jornada, mas fez as pazes com o passado. Hoje consegue se divertir com as brincadeiras, e almeja até reencontrar o ex-comandante de programas de auditório. Mais importante que isso, também está em uma nova fase profissional, lançando um projeto de música techno com viés cristão. Leia abaixo a entrevista que ele deu à Coluna Chico Barney.

CCB - Como o senhor avalia o atual momento da música eletrônica no Brasil?

Fher - Está no topo, com grandes nomes nos representando lá fora, e se destacando junto a grandes nomes internacionais. Eu espero que os grandes festivais internacionais como o Tomorrowland e o Ultra voltem a ter edições aqui no Brasil. Gosto muito do trabalho do Cat Dealers e do Dubdogz. Alok e o Vintage Culture são nomes de peso também.

Conta um pouco da sua trajetória profissional. Bombou no começo dos anos 2000, virou meme, voltou com o Kasino e agora está migrando para um novo projeto.

O Kasino aconteceu muito rápido, eu comecei a carreira fazendo cover do Five, boy band de sucesso [na virada do século], e depois do Eminem. Isso me deu muita postura, e presença de palco, então decidi começar a estudar aula de canto. Até que surgiu a proposta do Kasino. O meme aconteceu anos depois e fez com que a banda ficasse em alta de novo. Fico feliz de ter minha imagem tão marcada a frente do projeto, e na memória das pessoas. E tenho recebido só carinho e apoio dos fãs até hoje. P Kasino já teve outros vocalistas, mas "Kasinão", não adianta, só vai ter um. E sou eu! [risos] Voltei para o projeto em 2020 para um novo lançamento, mas depois de um tempo de espera, sem lançar nada inédito, me converti no meio do caminho e resolvi seguir uma carreira no meio cristão.

Como é a cena da música eletrônica cristã? Quais as principais diferenças para a "secular"?

A cena cristã está em uma crescente no Brasil com grandes nomes como o Kennto, e o DJ PV, com quem tenho muita vontade de fazer uma música. O Kennto deu muitas dicas nesse meu começo, um grande amigo. A diferença para o "secular" é que você faz as músicas pensando em resgatar vidas e para tocar pessoas. Isso faz toda a diferença, hoje me sinto mais preenchido pois não é a fama que rege meu trabalho —o foco é Jesus. Inclusive acabei de lançar meu primeiro trabalho "Quando Leão Rugir - Remix" que fiz para o Missão Doulos, projeto de uns amigos meus, e estou finalizando a próxima que sai em maio. Essa eu decidi cantar com um rapper, Ragnar vai dividir os vocais comigo.

Ter virado meme com o Gilberto Barros teve um impacto grande na sua vida. Como o senhor lida com isso hoje?

Hoje estou muito em paz com isso, foi um processo difícil me curar disso. Mas acabei identificando o porquê do meme afetar tanto. Sofri bullying na infância, e o meme me remetia a isso. Mas graças a Deus consegui superar. Seria muito legal poder reencontrar o Gilberto Barros em algum programa de TV ou podcast para bater um papo. Os fãs do meme pedem por esse momento. Eu já aceitei, só falta o Gilberto aceitar.

Sei que é fã de realities. Participaria de algum?

Já tive essa vontade, hoje em dia acho que me sentiria meio deslocado. E também já passei da idade para entrar num reality show.

***

Voltamos a qualquer momento com novas informaçoes.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ex-vocalista do Kasino perdoa Gilberto Barros por meme e quer reencontrá-lo - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL