PUBLICIDADE
Topo

Precisamos nos inspirar em Hariany, que ficou seis meses confinada em 2019

#ProjetoHarianyAlmeida - Reprodução/ A Fazenda 11
#ProjetoHarianyAlmeida Imagem: Reprodução/ A Fazenda 11
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

12/06/2020 20h33

Com os números de contaminação do coronavírus ainda em alta, a sociedade civil vai se desorganizando de maneira irresponsável. O afrouxamento nas regras de isolamento social já começa a provocar engarrafamentos nos grandes centros, assim como filas em estabelecimentos comerciais.

Se continuar assim, os meses vindouros serão ainda mais difíceis. No intuito de colocar um pouco de juízo na cabeça de quem não precisa dar uma passadinha na loja de departamentos para comprar meias, sugiro que mirem-se no exemplo de Hariany Almeida.

Lembra dela?

A goiana de Senador Canedo ficou famosa com sua participação no BBB, justamente o 19, de tão triste lembrança. De um jeito meio torto, ajudava a contrabalançar as ideias mais radicais de Paula, a campeã da infeliz temporada.

Foi expulsa a poucas horas do final, após empurrar a amiga durante uma desinteligência alcoólica na derradeira festa. E o que as pessoas que são convidadas a se retirar dos estúdios em Curicica sempre fazem? Acabam assinando com A Fazenda.

Seguindo os passos de Marcos Harter, Hariany emendou um reality show no outro. Com isso, ficou 174 dias confinada na televisão brasileira, 87 em cada programa.

A ex-BBB também não ganhou A Fazenda, perdendo novamente o título para seu maior aliado no jogo. Mas certamente valeu à pena todo o esforço. Hariany agora é uma relevante digital influencer, faz sucesso no Instagram e possui um séquito engajado de fãs e haters. O auge!

Inspiração

Quem começou a quarentena no dia 13 de março, quando as coisas começaram a fechar, pelo menos em São Paulo, já está há uns 90 dias em casa. Já passamos da metade do caminho para igualar o recorde.

Claro que não é um projeto viável para todo mundo. Mas quem puder se esforçar para manter o foco, inspirando-se na obstinada Hariany, certamente fará muito bem a si mesmo e também aos outros. O prêmio há de ser maior que aquele milhão e meio de reais.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL