PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

CNN foi irresponsável ao manter Alexandre Garcia no ar por tanto tempo

Conteúdo exclusivo para assinantes
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

24/09/2021 21h25

O jornalista Alexandre Garcia foi demitido da CNN Brasil nesta sexta-feira (24). A saída do comentarista aconteceu após mais uma fala irresponsável a respeito da pandemia da covid-19. O comunicado da emissora indica que a decisão de romper o contrato aconteceu após ele defender o tratamento precoce contra o coronavírus mais uma vez.

A decisão da CNN é acertada, mas veio com bastante atraso. Afinal, como já é notadamente sabido, não há medicações com eficácia cientificamente comprovadas para estágios iniciais da covid-19. Por que a demora?

Irresponsabilidade reincidente

Há mais de um ano, o comentarista veicula uma série de desinformações a respeito da pandemia no quadro "Liberdade de Opinião", que é parte do programa "Novo Dia". Ficou muito claro durante esse período que desmenti-lo no ar não era suficiente.

Mesmo tendo as suas falas questionadas ao vivo por outros profissionais da emissora em algumas situações, os comentários de Garcia tiveram potencial destruidor, já que sempre circulavam pelas redes sociais em trechos recortados e disseminadores de narrativas perigosas.

Negacionismo jamais será contraponto

Ser conhecido e ter uma longa carreira não poderiam ter sustentado Alexandre Garcia no ar por tanto tempo, muito menos a tese de que sua presença no canal servia como contraponto para um debate de alto nível, como chegou a defender a CEO da CNN Brasil, Renata Afonso.

O negacionismo de Alexandre Garcia vem de longe, não era necessário ter chegado até esse momento para retirá-lo do canal. O motivo que fez a CNN demiti-lo agora é o mesmo que torna a emissora responsável pelo discurso perigoso que ele disseminou reiteradas vezes.

A principal mensagem da CNN Brasil é de que o canal é líder em independência. Mas que independência é essa que fica presa tanto tempo em desinformações? Que essa demissão signifique novos rumos para o canal. Os colaboradores, jornalistas, apresentadores e o público da emissora merecem mais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL