PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

A Fazenda: Por que o comentário de Dayane sobre beleza elegante é racista

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

20/09/2021 22h21

Dayane Mello chegou em A Fazenda 13 muito querida pelos brasileiros após a participação no Gran Fratello Vip, o Big Brother da Itália. Porém, após uma semana de programa, ela coleciona algumas declarações que repercutiram mal. A mais recente delas foi um comentário racista sobre as exigências do mercado em seu trabalho como modelo.

O que rolou

Dayane e o cantor Tiago Piquilo bateram um longo papo nesta segunda-feira (20). Enquanto comentavam sobre o sol que tomaram mais cedo, a modelo disse que não queria mais se bronzear.

Eu não quero mais pegar sol, não posso. Você sabe que não posso ficar muito morena para o meu trabalho.

Tiago ficou surpreso e Dayane explicou.

Tem que ser branquinha porque as campanhas não querem muito morena. Eles querem uma beleza em um corpo mais elegante do que muito morena, sabe? Eu não posso pegar muito sol. As marcas, às vezes, não querem marquinha de lingerie, nada dessas coisas.

Veja esse trecho da conversa:


Reação nas redes sociais

Rapidamente, as pessoas que acompanhavam o reality pelo Playplus publicaram trechos da conversa revoltados com o que viram. Para muitos, não há dúvidas de que Dayane fez um comentário racista, principalmente por ter dado a entender que a beleza branca é mais elegante.

Já para outros, principalmente da torcida da modelo, Dayane disse apenas que um corpo sem marquinhas de biquíni e lingerie é mais elegante. Essa explicação até faria sentido se ela tivesse dito exatamente isso, mas não foi o caso.

Exaltar a cor branca é racismo

Quando Dayane relaciona ser branquinha com um corpo mais elegante, ela faz um elogio à branquitude. Afinal, nada mais positivo do que a elegância no mundo da moda. A modelo nem precisaria falar das outras peles para isso ser considerado racista.

O racismo é baseado na falsa ideia de que brancos são superiores a outras raças. E nisso podemos incluir negros, indígenas, asiáticos e árabes, por exemplo. Falamos mais do racismo entre negros e brancos por ele ser mais recorrente no Brasil, devido à formação da nossa sociedade, mas isso não significa que não exista com outros grupos étnicos.

Historicamente, essa exaltação à cor branca nos levou para caminhos perigosos enquanto sociedade. As marcas do período colonial ainda são muito fortes no Brasil e em alguns lugares do mundo. São heranças malditas que parecem surgir de forma sutil, mas que fazem um grande estrago, como a ideia de que peles brancas são mais elegantes.

Dayane não deixa claro que discorda da postura das marcas e não fala isso em tom crítico. Se era essa a sua intenção, fica difícil saber. Podemos julgar apenas o que foi dito.

Morena, a palavra proibida

Também chama atenção a forma como Dayane fala "morena" sussurrando, como se fosse um termo proibido ou que não deveria ser ouvido. O tom de como dizemos as coisas importa muito porque dá contexto às palavras.

Morena pode significar uma mulher branca bronzeada, uma mulher negra de pele clara ou simplesmente negra. Em todas essas possibilidades, o comentário de Dayane soa estranho. É como se a pele bronzeada, mesmo que branca, perdesse valor por estar mais próxima da cor negra. O racismo está na ideia reproduzida sem qualquer tom crítico.

Marcas do racismo

Além da pele bronzeada, Dayane disse que as marcas não gostam de marquinha de lingerie nas modelos e "nada dessas coisas". Por conta desse trecho, há quem acredite que o papo todo era sobre marcas de biquíni e lingerie. Mas fica difícil defender a modelo dessa forma se isso não foi dito. Terminamos com um "nada dessas coisas" e comentários bem duvidosos.

É compreensível a vontade de parte das pessoas de defender Dayane. Afinal, um comentário parece ser só um comentário. Mas é sempre bom lembrar que ideias bobas e frases soltas podem fazer muito estrago, principalmente na televisão.

A modelo terá a oportunidade de se explicar assim que sair de A Fazenda. Por isso, defendê-la a todo custo é injusto com ela mesma porque a joga no erro sem qualquer chance de mudar de ideia e rever os próprios atos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL