PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O drama de Pyong Lee: perdeu a Ilha Record e a paz no casamento

Reprodução / PlayPlus
Imagem: Reprodução / PlayPlus
Conteúdo exclusivo para assinantes
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

10/09/2021 11h18

Pyong Lee foi o personagem principal e absoluto da Ilha Record, disso não há dúvidas. O ex-BBB entregou tudo o que tinha para o jogo: mente, corpo e casamento. Foi assunto dentro e fora do reality show do início ao fim. Porém, como já sabemos, nem todo protagonista leva o prêmio final.

A derrota para Any Borges na final tem um gosto amargo e mostrou que de nada valeu ser um exímio jogador, já que o tira-teima que decidiu o campeão dependeu da sorte. Apesar de ter faturado inesperados R$ 100 mil como prêmio de consolação pelo 2º lugar, sua última cena no reality foi sendo humilhado ao vivo pela adversária. Ninguém esperava por isso.

Pyong provou que é possível ter azar no jogo e no amor ao mesmo tempo. Além de ficar sem o prêmio final da Ilha Record, perdeu a paz em seu casamento com Sammy. Mesmo sem ter de fato traído a esposa, o programa teve um efeito devastador em sua vida pessoal.

A última notícia que temos do casal é de que foram para um retiro espiritual. Ainda não sabemos se irão reatar o relacionamento, mas, ainda que isso aconteça, vai demorar um pouco para os dois se recuperarem do baque que foram os últimos meses.

O semblante abatido de Pyong na final é prova disso. Participando do programa de casa após testar positivo para covid-19, ele parecia estar ali obrigado. Daria até para acreditar que a expressão apática era apenas pelos sintomas da doença, mas todo o contexto nos leva a outra conclusão.

Com o fim da Ilha Record, tudo o que Pyong Lee deseja é esquecer o programa. Ao contrário da gente. Quando começa a próxima edição mesmo?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL