PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

Se Leifert tivesse sido cancelado, não estaria apresentando o BBB

                         -                                 JOãO COTTA/TV GLOBO
Imagem: JOãO COTTA/TV GLOBO
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

01/02/2021 11h16

No último domingo (31), o Fantástico exibiu uma reportagem sobre "cancelamento", termo utilizado para famosos ou pessoas públicas que são massivamente criticadas nas redes sociais por algum erro que cometeram.

O BBB 21 foi o ponto de partida para a discussão, já que muitos participantes demonstraram ter muito medo de serem cancelados. Tiago Leifert deu um curto depoimento para a matéria e disse que ele mesmo já foi cancelado diversas vezes.

O que é cancelamento?

O termo cancelamento surgiu na internet sem uma definição clara. O tema ainda é controverso e levanta opiniões diferentes. Há quem diga que vivemos na "era do cancelamento" e também quem ache que isso sequer existe.

O que sabemos com absoluta certeza é que pessoas são criticadas nas redes sociais diariamente e por inúmeros motivos. Algumas delas não são apenas criticadas, e passam a ser alvo de ataques racistas, machistas e homofóbicos. Há também as que recebem ameaças sérias e graves.

Esses três tipos de comportamento são diferentes entre si. Ataques e ameaças não podem ser vistos como simples críticas e, portanto, não podem ser considerados um "cancelamento".

Quando Leifert foi cancelado?

Falando apenas de BBB, Tiago Leifert já foi criticado por algo que disse no programa em diversas ocasiões. No ano passado, foi pelo discurso de eliminação que fez para Hadson. Muitos acharam que ele "passou pano" para as atitudes machistas do brother na casa.

No BBB 18, em outro discurso de eliminação, Leifert disse para Nayara que representatividade não importa. "Sem esse negócio de representatividade, que isso daí não leva a nada", afirmou.

O apresentador foi duramente criticado por conta do que disse e não se pronunciou sobre o assunto. Porém, o BBB deu respostas em seguida. Em 2018, foram três negros selecionados para o programa. Nos anos seguintes, vimos o número de participantes negros aumentar de forma significativa. Esse processo chegou à atual edição, que tem o maior número de negros da história do programa: nove entre 20.

Muito mais que um apresentador

Leifert não é só um apresentador, é o porta-voz da direção e produção do programa. Já ficou claro para o público que reclamar dele também é reclamar das decisões do BBB. É estranho que o apresentador leve tudo para si. Muitas vezes, quem realmente foi criticado foi o próprio BBB.

Se Leifert fosse demitido por algo que disse ou fez, poderíamos considerar que ele foi de fato cancelado. Entretanto, o apresentador continua com prestígio dentro da Globo e não dá sinais de que a sua vida financeira ou profissional tenha sido abalada. Além disso, diversas marcas o tem como garoto-propaganda.

Leifert é adulto e pessoa pública. Logo, deve se responsabilizar pelo que faz ou diz, além de lidar com as consequências de tais atos. Críticas podem e devem acontecer, isso faz parte do cargo que o apresentador ocupa, desde que não haja ataques preconceituosos ou ameaças sérias.

É óbvio que ser criticado por horas ou até dias não é agradável para ninguém e pode deixar uma pessoa emocionalmente abalada. Mas isso já é outra história, e não tem nada a ver com cancelamento.