PUBLICIDADE

Topo

Como profissionais da linha de frente chegaram ao limite da saúde mental

Do UOL, em São Paulo

07/10/2021 16h57

A pandemia deixou até agora 600 mil mortos no Brasil, em 19 meses vividos com medo, solidão e muita ansiedade. Dentro dos hospitais, médicos, fisioterapeutas e enfermeiros se esforçaram até o limite para cuidar dos doentes e dar suporte para as famílias que perderam pessoas amadas. Em "Traumas da Linha de Frente", Paulo Saldiva, Maíra Bello, Taiane Solin e Fábio Rodrigues compartilham os momentos mais difíceis que enfrentaram no combate ao coronavírus.