PUBLICIDADE

Topo

Qual o fator de proteção ideal para minha pele? Acima de 30 não funciona?

Mais Sem Frescura
1 | 19
Siga o UOL Mov no

Gabriela Ingrid

Do VivaBem, em São Paulo

22/02/2021 04h00

Se tem um parceiro que pode salvar a sua pele no verão, literalmente, é o protetor solar. Além de evitar queimaduras, ele também protege contra o envelhecimento precoce da pele e diminui o risco de câncer. Mas será que você usa ele direito?

Em primeiro lugar, é preciso caprichar na aplicação. E aqui, nada de economizar: pode passar uma quantidade generosa no rosto, na cabeça, nas orelhas, no pescoço, tronco e membros.

Outra dica é que essa aplicação seja feita de 15 a 30 minutos antes antes da exposição do corpo ao sol, de maneira que a pele absorva bem o protetor.

Se a sua ideia é apenas ficar na beira da piscina, o melhor a se fazer é reaplicar o protetor após 2 horas, para manter a proteção. Caso você esteja suando muito, o ideal é que esse intervalo seja reduzido.

Agora, se a ideia é dar aquele mergulho, atenção! O primeiro ponto é checar se o produto que você está usando é ou não resistente à água. Alguns deles resistem na pele mesmo depois de você ficar uns 20 minutos dentro da água. Mas se você sair e se secar é bem provável que a toalha remova parte desta proteção.

Além disso, o cloro da água das piscinas pode degradar alguns componentes dos protetores solares. Então, não tem uma regra fixa e, neste caso, é melhor pecar pelo excesso. Ou seja: se você entrou na água, ficou um tempo se refrescando e quer voltar para a beirada da piscina, o melhor a se fazer é reaplicar o protetor com o corpo seco.

Agora vem a pergunta que todo mundo tem: como saber qual é o fator de proteção ideal para a sua pele?

Segundo especialistas, a diferença percentual de bloqueio dos raios solares entre o FPS 15 e o FPS 99 fica em torno de 5% apenas. Pode parecer pouco, mas isso faz muita diferença dependendo do tom de pele e também se a pessoa tem manchas ou outras doenças que pioram com o sol.

Mas mais do que o fator de proteção é a aplicação correta e em quantidade generosa. Isso quer dizer que quem usar um protetor FPS 60 mal aplicado pode, na verdade, estar menos protegido do que quem usou um produto com FPS 30.

Considerando uma aplicação correta, o recomendado para peles mais claras é usar pelo menos protetores com fator de proteção 50, sendo que pessoas com pele mais escura e sem casos de manchas podem usar a partir do FPS 15.

Agora que você já sabe tudo sobre protetores, não esqueça dele e evite virar um camarão dolorido depois de um dia de piscina.

Roteiro: Rodrigo Lara. Fontes: Camila Stangarlin, dermatologista da DaVita Serviços Médicos; André Lauth, dermatologista da Doctoralia; Silvana Lessi Coghi, dermatologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

Um universo de conteúdo para assistir do seu jeito.

O Conto de Aia
Flack
Acende a Luz
De Férias com o Ex - Brasil
Schitts Creek
The Office
Patrulha Canina
Inimigos da HP