PUBLICIDADE

Topo

Sexoterapia #71 Dadá Coelho fala de 'love-bombing': atos de amor exagerados

De Universa

24/02/2022 14h39

Depois de ser surpreendida, no dia de seu aniversário, com cinco mil balões coloridos, Dadá Coelho foi agredida pelo ex-marido. A noite que começou com "love-bombing" (ou demonstração exagerada de amor) terminou em violência e deixou cicatrizes. A atriz e comediante conta que demorou a conseguir tocar no assunto, mas revelou sua experiência no podcast Sexoterapia, que foi ao ar nesta quarta-feira (23), como forma de alertar outras mulheres.

A agressão aconteceu quando Dadá tinha 35 anos e morava no Maranhão. Após a surpresa emocionante, durante o jantar, o então marido se tornou violento quando foi questionado a respeito de uma troca de mensagens pelo celular. Dadá acredita que já havia um ambiente de terrorismo emocional na relação, pois ela havia decidido se mudar para o Rio de Janeiro para se dedicar à carreira de atriz.

"Eu tinha feito uma novela para a Globo, "Cor do Pecado", uma participação lá como atriz, e aquilo mexeu comigo, e ele percebeu. Então, as porradas que ele me deu, a agressão física que ele fez comigo, ele estava batendo no meu desejo, sabe. E, talvez, até nele mesmo, porque ele não teve a capacidade de viver onde eu onde eu tava, entendeu no meu sonho" (veja no vídeo acima a partir de 19:26)

Casada atualmente com o ator e diretor Paulo Betti, Dadá conta que a agressão é uma cicatriz que carrega consigo e que demorou para conseguir falar no assunto. "Essa coisa da violência tem isso, você vira página, mas não arranca a página", desabafa.( veja a partir de 18:18)

Na conversa com a jornalista e editora Bárbara dos Anjos Lima e a psicóloga clínica, terapeuta e educadora sexual Ana Canosa, Dadá contou que ainda carrega cicatrizes da agressão, mas eu falar é uma forma de alertar outras mulheres. Ela explica que o ciclo de violência que começa aos poucos nos relacionamentos e pode atingir qualquer pessoa, em qualquer esfera social. "Vai acontecendo aos poucos, não é uma coisa que acontece de cara. No próprio ciclo de violência da mulher tem essa espiral: a lua de mel, a tensão, a agressão, a lua de mel, tensão e agressão? no final, o ponto é a morte", declarou. (a partir de 09:25)

O Sexoterapia pode ser acompanhado ao vivo, todas as quartas-feiras, às 19h30, na página principal do UOL, no Youtube de Universa e no Tik Tok de Universa —na sequência, a versão em áudio estará disponível também nas plataformas de podcast. Nesta 9ª temporada, o foco está nas convidadas: a cada programa receberemos uma nova famosa para uma conversa sobre sexualidade e relacionamentos.

Os podcasts de UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Sexoterapia em plataformas como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music, Youtube e TikTok —nestes dois últimos, também em vídeo.