PUBLICIDADE

Topo

Vai Ter Churras

Churrasco simples e divertido apresentado por Bruno Salomão


É do time do hambúrguer alto ou do smash? Aprenda a fazer os dois em casa

Mais Vai Ter Churras
1 | 25
Siga o UOL Nossa no

De Nossa

05/08/2021 11h00

Você não dispensa por nada o hambúrguer tradicional, bem alto, ou está entre aqueles que já caíram nos encantos do smash? Pois os dois tipos de carne são o tema deste episódio de Vai Ter Churras.

O apresentador Bruno Salomão explica que duas características explicam a diferença entre os hambúrgueres: o tamanho e o formato.

O tradicional tem de 120 a 250 gramas e é moldado em formato de discos. Independentemente do peso, a altura é suficiente para permitir a escolha do ponto da carne: mal passada, ao ponto e bem passada.

Vai Ter Churas - Hambúrguer - Mariana Pekin/UOL - Mariana Pekin/UOL
Hambúrguer duplo com discos smashs, pressionados na chapa
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Já no smash, queridinho do momento, essa variação de ponto não é possível. Isso porque o processo consiste em formar bolinhas de carne de 70 a 100 gramas e esmagá-las na chapa ou na frigideira com a ajuda de um papel manteiga e uma espátula.

Assim, a carne se espalha pela superfície, ficando fininha e ganhando uma textura diferente:

A graça do smash está na crosta".

Tradicional e smash: de qual time você é? - Mariana Pekin/UOL - Mariana Pekin/UOL
Tradicional e smash: de qual time você é?
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Hambúrguer não é só carne moída

A ciência por trás de um bom hambúrguer está na moagem e na composição. Enquanto um disco feito de carne moída demais fica compacto e seco, aquele preparado com carne moída de menos se despedaça.

Por isso, é importante encontrar o equilíbrio. Para Bruno, o ideal é que a moagem aconteça duas vezes no tamanho 5 — lembre-se disso ao ir no açougue.

Vai Ter Churas - Hambúrguer - Mariana Pekin/UOL - Mariana Pekin/UOL
Moagem ideal para hambúrguer: duas vezes no tamanho 5
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Para que o processo seja realizado da melhor forma possível, a carne deve estar quase congelada. "Assim, não perde líquido nem estoura a gordura".

Outro segredo está na proporção. A mais popular, que funciona para diferentes métodos de preparo, é a de 70% de carne para 30% de gordura. No episódio, a receita combina 700 gramas de acém a 300 gramas de peito.

Dica de ouro

Vai Ter Churas - Hambúrguer - Mariana Pekin/UOL - Mariana Pekin/UOL
Pão douradinho com manteiga
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Para ficar completo, o hambúrguer precisa de acompanhamentos — Bruno ensina a fazer maionese de bacon e cebola caramelizada — e pão.

A sugestão de Bruno é ativar a memória afetiva dos convidados passando manteiga no pão e levando-o para tostar.

"Muita gente diz que é frescura. Mas, além de ser uma delícia, evita que o pão absorva os líquidos que saem do hambúrguer."

O povo quer saber: hambúrguer é saudável?

As pessoas costumam encarar o hambúrguer como um alimento que faz mal para a saúde por conta da sua associação ao fast-food. De fato: para que fosse possível produzir sanduíches em larga escala e com rapidez, grandes redes passar a colocar conservantes e produtos químicos nas fórmulas.

A versão caseira, porém, não pode ser pensada da mesma forma. Além de não ter aditivos, é possível controlar de perto "vilões" como o sal e a gordura.

O hambúrguer tem elementos necessários para a alimentação, como carboidrato, a proteína e a própria gordura. É saudável, logicamente, se consumido com moderação".

Fique ligado!

Confira todas as quintas um novo episódio no site de Nossa, no UOL Play ou no YouTube de Nossa (inscreva-se já para receber as atualizações fresquinhas). E acompanhe mais conteúdos no Instagram de Nossa. Veja também a primeira temporada, na qual Bruno Salomão ensina os conceitos básicos para os churrasqueiros de primeira viagem.