PUBLICIDADE

Topo

Para Emicida, cobrar pessoas pretas pelo fim do racismo não é a solução

Mais Poucas
1 | 25
Siga o UOL Mov no

Do UOL, em São Paulo

24/06/2020 11h17

O rapper Emicida acredita que a luta contra o racismo não deve ser uma luta apenas de quem o vivencia. "Acho, inclusive, que serem cobradas nesses momentos é parte da desumanização a que as pessoas pretas são submetidas", disse o músico durante o "Pouquíssimas", do canal MOV.Show. Assista acima.

Ele se refere às cobranças que o rapper norte-americano Kendrick Lamar recebeu por não ter se posicionado online durante a onda de protestos contra a morte de George Floyd nos Estados Unidos. Ganhador de 13 prêmios Grammy, Lamar é reconhecido como uma das principais vozes de artistas negros na indústria da música.

"Então, de alguma maneira, isso me diz que a nossa vida continua valendo menos, porque nesse momento a gente é lembrado só para ser a bucha do canhão", diz Emicida. Ele respondeu a perguntas que o público enviou para MOV.Show, o canal da produtora de vídeos do UOL, onde também participou do "Poucas", com o youtuber Cauê Moura. Assista abaixo.

Emicida ainda falou sobre como a paternidade influencia na sua música e sobre como é preparar suas filhas para lidar com o racismo. "Minhas filhas me ensinam muito, porque criança questiona as coisas sem filtro", explica. "Elas perguntam por que as pessoas dormem na rua, e você tem que fazer essa questão honestamente para si mesmo e entender quando foi que você permitiu que as pessoas dormissem na rua. E, se você não permite, por que você não se levanta contra isso?".

Um universo de conteúdo para assistir do seu jeito.

O Conto de Aia
Flack
Acende a Luz
De Férias com o Ex - Brasil
Schitts Creek
The Office
Patrulha Canina
Inimigos da HP