PUBLICIDADE
Topo

Número de pubs britânicos é o menor já registrado graças à pandemia e guerra

Ye Olde Fighting Cocks, de 1.200 anos: o pub mais antigo da Inglaterra chegou a fechar durante a pandemia, mas foi "salvo" - Divulgação
Ye Olde Fighting Cocks, de 1.200 anos: o pub mais antigo da Inglaterra chegou a fechar durante a pandemia, mas foi "salvo" Imagem: Divulgação

Sachin Ravikumar

da Reuters, em Londres

06/07/2022 14h33

O número de pubs em funcionamento na Inglaterra e no País de Gales é o menor já registrado, mostrou uma pesquisa nesta segunda-feira (4), conforme o aumento dos custos de energia e a escassez de trabalhadores ameaçam o futuro de uma instituição britânica muito amada.

A inflação britânica está alcançando máximas de 40 anos, estimulada pela crescente demanda pós-pandemia por bens e serviços e, mais recentemente, pela crise na Ucrânia, elevando as contas de combustível e energia.

Havia 39.973 pubs ingleses e galeses no final de junho, 200 a menos do que estavam abertos no final do ano passado, disse a consultoria imobiliária Altus Group, citando uma análise dos dados das autoridades fiscais do Reino Unido desde 2005.

"Embora os pubs tenham se mostrado notavelmente resilientes durante a pandemia, agora estão enfrentando novos ventos contrários, lidando com o custo da crise dos negócios por meio do aumento dos custos de energia, pressões inflacionárias e aumentos de impostos", disse o presidente do Altus Group UK, Robert Hayton.

Em maio, os operadores de pubs britânicos Mitchells & Butlers e Marston's alertaram que as despesas decorrentes da guerra Rússia-Ucrânia e a crise do custo de vida reduziriam seus lucros.

O setor de hospitalidade como um todo sofreu nos últimos anos durante a pandemia de covid-19, que manteve os clientes em casa e, juntamente com o Brexit, privou o setor dos trabalhadores de que necessita.

Cerca de 7.100 pubs foram perdidos na última década, disse Altus. Muitos dos que desapareceram foram demolidos ou convertidos em casas ou escritórios.