PUBLICIDADE
Topo

Suculenta zebra gosta de clima mais ameno e é perfeita a urban jungle

Haworthiopsis attenuata, ou suculenta zebra, não precisa de muito para ficar bonita - Getty Images/iStockphoto
Haworthiopsis attenuata, ou suculenta zebra, não precisa de muito para ficar bonita Imagem: Getty Images/iStockphoto

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

02/07/2022 04h00

Chamada popularmente de suculenta zebra, a Haworthiopsis attenuata é uma das suculentas mais conhecidas entre os apaixonados por essa categoria de plantas. Também chamada de rabo-de-tatu ou planta-zebra, ela é originária do continente africano, principalmente das regiões áridas da África do Sul.

De acordo com a Engenheira Agrônoma, Doutora em Fitopatologia e criadora do canal Mundo Agro, Alessandra Fernandes, uma curiosidade sobre essa espécie é que ela costuma ser confundida com a Haworthiopsis fasciata, que também chamada de suculenta zebra. A diferença entre elas é que H. fasciata tem folhas mais lisas, espessas, curtas e retas.

A suculenta zebra, conforme a engenheira agrônoma, pode ser cultivada em qualquer região do Brasil, mas prefere climas com temperaturas mais amenas.

Assim, caso seja plantada em regiões com temperaturas extremas — ou muito quentes ou muito frias —, é melhor deixá-la em ambientes internos e evitar expor a planta ao sol pleno ou as baixas temperaturas.

Ela é indicada para locais de meia-sombra, que recebam poucas horas de sol, de preferência o sol da manhã ou final da tarde, ou ainda recomendada para ambientes internos, mas que sejam bem iluminados", afirma.

Haworthiopsis Attenuata é originária da África e não é fã de climas extremos - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Haworthiopsis Attenuata é originária da África e não é fã de climas extremos
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Rega

Segundo Alessandra, como toda suculenta, a planta-zebra tem a capacidade de armazenar água em suas folhas. "Por isso resistem bem a períodos de seca", diz.

Com isso em mente, o ideal é programar regas espaçadas, principalmente durante o inverno, e fazê-las somente quando a terra do vaso estiver completamente seca.

Uma dica que ajuda a não errar na rega, é verificar a umidade do solo com o próprio dedo. Se a terra ainda estiver úmida, deve-se aguardar para molhar", detalha a engenheira agrônoma.

Outra dica importante é evitar molhar toda a planta, pois isso pode acumular água no encontro das folhas, favorecendo o seu apodrecimento.

Cuidados com a rega deixam a suculenta sempre saudável - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Cuidados com a rega deixam a suculenta sempre saudável
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Drenagem e adubação

Quem está pretendendo cultivar a suculenta zebra em casa também deve se atentar a escolher sempre vasos com furos no fundo, garantindo assim uma boa drenagem da terra.

A terra de cultivo ideal para este tipo de suculenta deve ser arenosa, drenável e bem aerada. Existem substratos prontos para o cultivo de suculentas que são encontrados em lojas especializadas em jardinagem, mas para quem deseja preparar o próprio substrato em casa, pode misturar terra vegetal e areia, em partes iguais.

Qualquer areia pode ser utilizada, exceto areia de praia devido ao elevado teor de salinidade.

Não é necessário adicionar matéria orgânica à mistura de plantio, pois a suculenta-zebra cresce muito bem em solos pobres em nutrientes", orienta Alessandra.

Adubação da Haworthia attenuata é simples - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Adubação da Haworthia attenuata é simples
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Porém, quem quiser dar uma ajudinha para o desenvolvimento da planta pode usar o clássico adubo NPK (N de Nitrogênio, P de fósforo e K de potássio), de preferência um que contenha também micronutrientes. "A forma e frequência de aplicação devem ser seguidas de acordo com a embalagem", frisa.

Mudas e floração

A especialista explica que o método mais usado para a propagação dessa suculenta é por meio da divisão de suas touceiras. "A suculenta zebra produz muitos brotos a partir da base da planta mãe. Com o tempo, vão se formando rosetas, que podem ser facilmente separadas, gerando novas mudas", detalha.

A planta costuma florescer na primavera, formando hastes que podem medir de 30 a 40 centímetros de altura, com pequenas flores brancas, que se abrem aos poucos.

Prefira os vasos de barro para manter sua suculenta zebra - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Prefira os vasos de barro para manter sua suculenta zebra
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Para a decoração e ambientes, a planta deve ser localizada em ambientes arejados e iluminados, principalmente próxima a janelas, varandas e portas de vidro, de modo que receba bastante luminosidade natural.

"No caso de cultivá-la na forma de arranjos, é importante escolher plantas que possuem características semelhantes e exijam as mesmas condições de cultivo. Isso facilita o cuidado diário e permite uma duração maior do arranjo", explica Alessandra.

Além disso, a escolha do vaso também é importante.

Prefira recipientes que permitam a drenagem da água. Os vasos de barro são uma ótima escolha para suculentas em geral".