PUBLICIDADE
Topo

Governo italiano oferece R$ 11 mil para noivos se casarem na região de Roma

Programa pretende financiar em até 2 mil euros casamentos na região de Lazio - boggy22/Getty Images/iStockphoto
Programa pretende financiar em até 2 mil euros casamentos na região de Lazio Imagem: boggy22/Getty Images/iStockphoto

De Nossa, em São Paulo

27/06/2022 11h02Atualizada em 27/06/2022 13h43

A região de Lazio, na Itália, está apostando no mercado de casamentos para diminuir a crise decorrente da pandemia da covid-19. Com um financiamento de 10 milhões de euros, o governo faz um chamado para noivos que queiram realizar a cerimônia de união no local.

O programa, "Nel Lazio con amore", pretende reembolsar até 2 mil euros (cerca de R$ 11.100, na cotação atual) para cada casal que atender aos requisitos do edital. Os casais — italianos ou estrangeiros — poderão se inscrever até o final do ano, para que a cerimônia seja realizada no máximo no dia 31 de janeiro de 2023.

Para participar, é necessário apresentar a certidão de casamento ou união civil para um dos municípios do Lazio — que inclui a cidade de Roma. O financiamento não é pago para casamentos religiosos e só será concluído depois do casal entregar toda a papelada, que ainda inclui documentos que atestem o cumprimento da legislação tributária.

O edital ainda informa que é necessário que os noivos contratem serviços e produtos de empresas da região para serem elegíveis ao reembolso.

Entre os serviços destacados estão o de compra de lembrancinhas de casamento; aluguel de carro para cerimônia; compra de vestido e acessórios formais (noivo ou noiva); arranjo floral, serviços de refeições (máximo 700 euros); serviços pessoais relacionados ao dia do casamento, como penteado e maquiagem; lua de mel (máximo 700 euros); aluguel de locais para cerimônias e banquetes; serviços de gravação de vídeo e livros fotográficos; serviços de animação, entretenimento, espetáculos; planejador de casamentos; compra de alianças e impressão de convites

Todas as informações estão disponíveis no site do governo — em italiano e inglês.