PUBLICIDADE
Topo

Reclamando do frio? Imagine com 60º abaixo de zero nesta cidade russa

Geladeira para quê? Em Yakutsk, cidade mais fria do mundo, peixe congela naturalmente na feira livre - Getty Images
Geladeira para quê? Em Yakutsk, cidade mais fria do mundo, peixe congela naturalmente na feira livre
Imagem: Getty Images

Marcel Vincenti

Colaboração para Nossa

24/05/2022 04h00

A atual onda de frio no Brasil fez a temperatura chegar a níveis insuportáveis para muitos habitantes do território verde e amarelo.

Mas o que são 6ºC em São Paulo comparados com os 60 graus abaixo de zero já registrados no centro urbano russo de Yakutsk?

Localizada na parte oriental da Sibéria, a 8.240 quilômetros de Moscou, Yakutsk é chamada de a cidade mais fria do mundo.

Lá, no inverno, a temperatura atinge frequentemente os 40 graus negativos — e, como é de se esperar, suas ruas, casas e prédios se encontram forrados, durante boa parte do ano, por grossas camadas de neve.

Os caminhos sobre a neve levam à Igreja da Transfiguração, cartão postal de Yakutsk - Getty Images/Collection Mix: Sub - Getty Images/Collection Mix: Sub
Os caminhos entre a neve levam à Igreja da Transfiguração, cartão postal de Yakutsk
Imagem: Getty Images/Collection Mix: Sub

Além disso, a cidade foi construída sobre pergelissolo, um tipo de solo constituído por terra permanentemente congelada.

Durante as nevascas, o horizonte fica encoberto e cinzento: uma das poucas estruturas reconhecíveis nesta quase total falta de visibilidade é a chamada Igreja da Transfiguração, lindo templo do cristianismo russo com chamativas cúpulas douradas.

 - 	Yakutsk - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
A mesma igreja da imagem anterior em dia de nevasca: pouca visibilidade
Imagem: Getty Images/iStockphoto

O ambiente extremamente gelado, porém, não impede que haja atividades nas ruas locais.

Entre as imagens mais famosas de Yakutsk estão suas feiras ao ar livre, que dispensam qualquer tipo de congelador para preservar os alimentos à venda.

Nestes centros comerciais outdoor, é o próprio clima que congela os enormes peixes oferecidos à freguesia.

Feira livre em Yakutsk: frio de 40 graus negativos congela peixes e outras carnes - Getty Images - Getty Images
Feira livre em Yakutsk: frio de 40 graus negativos congela peixes e outras carnes
Imagem: Getty Images

Alguns dos peixes têm mais de um metro de comprimento e são exibidos e vendidos totalmente petrificados pelo frio extremo. Frutas e legumes frescos, por sua vez, são quase impossíveis de se ver nestes lugares.

A vida na rua, entretanto, é algo extremamente limitado: no frio de Yakutsk, é regra ver pouco movimento nas ruas e praças. As pessoas só saem de casa ou de seus locais de trabalho por razões de grande necessidade.

Cidade grande

Apesar de seu clima hostil, Yakutsk é um lugar com muitos moradores. Capital de uma região russa chamada República de Sakha, a cidade tem mais de 280 mil habitantes.

Polo de mineração, a gelada Yakutsk tem mais de 280 mil habitantes - Getty Images/Westend61 - Getty Images/Westend61
Polo de mineração, a gelada Yakutsk tem mais de 280 mil habitantes
Imagem: Getty Images/Westend61

Trata-se de uma cidade que se desenvolveu às margens de um curso de água importantíssimo da Sibéria (o rio Lena) e virou um grande polo de mineração, o que acabou atraindo muita gente para trabalhar e viver na área.

E é a presença desta população que ajuda a dar a Yakutsk o título de "cidade mais fria do mundo": no planeta, não há nenhum outro centro urbano com este porte que enfrente temperaturas tão baixas quanto a cidade russa.

Para fazer um passeio no inverno da "cidade mais fria do mundo" é preciso estar preparado - Getty Images - Getty Images
Para fazer um passeio no inverno da "cidade mais fria do mundo" é preciso estar preparado
Imagem: Getty Images

Para a sorte destes habitantes, Yakutsk tem atrativos indoor, onde os nativos e forasteiros se entretêm em ambientes cálidos, como o Museu de Arte Nacional (com obras de artistas da Sibéria), um teatro onde são realizadas apresentações de ópera e balé e até um museu dedicado aos mamutes.

E vale lembrar que Yakutsk nem sempre está sob frio e neve.

Ah, o calor! No verão, Yakutsk se transformas, mas esse cenário não dura nem três meses - Getty Images/EyeEm - Getty Images/EyeEm
Ah, o calor! No verão, Yakutsk se transformas, mas esse cenário não dura nem três meses
Imagem: Getty Images/EyeEm

No verão local, quando é possível ver o termômetro passar dos 25ºC, a cara da cidade muda completamente: as margens do rio Lena ficam verdejantes e o sol aparece com frequência no céu azul, com barcos turísticos circulando pela água.

Mas este clima de calor costumar durar apenas dois ou três meses por ano.