PUBLICIDADE
Topo

Quatro entre as dez melhores cidades do mundo para morar estão na Austrália

A também australiana Brisbane levou o 10º lugar; ao lado de conterrâneas, elas dominaram o ranking de qualidade de vida - ymgerman/Getty Images
A também australiana Brisbane levou o 10º lugar; ao lado de conterrâneas, elas dominaram o ranking de qualidade de vida Imagem: ymgerman/Getty Images

De Nossa

12/05/2022 10h17

Quatro das grandes metrópoles australianas estão entre os lugares que oferecem melhor qualidade de vida no mundo todo — e são destinos-desejo para quem está pensando ou já procurando um novo endereço no exterior.

A conclusão é do Global Liveability Index, ranking anual elaborado pela revista The Economist que leva em consideração quesitos-chave como estabilidade, saúde pública, segurança, tecnologia, sustentabilidade, proximidade a artes e cultura, educação e infraestrutura, entre outros pontos que costumam atrair brasileiros — e cidadãos de outras nacionalidades — a viver fora de casa.

De acordo com os dados do último ano, coletados entre fevereiro e março de 2021, a maneira com que cada uma destas 140 cidades lidou com a emergência de saúde pública provocada pela pandemia de covid-19 influencia e muito na rotina e na qualidade de vida de seus residentes.

"Cidades no mundo todo agora são mais inóspitas do que eram antes da pandemia", lembrou Upasana Dutt, chefe do Index da The Economist Intelligence Unit, à revista Travel and Leisure. No entanto, ela frisou que aquelas que conseguiram diminuir o desgate em seus sistemas de saúde saíram na frente no ranking e fizeram a vida de seus moradores um pouco menos difícil de se viver através de medidas como vacinação em massa e gestão eficiente de leitos.

As cidades foram avaliadas, no total, em notas de 1 a 100, sendo que esta última nota indicava o cenário ideal, com cidadãos recebendo serviços públicos de qualidade. Veja as vencedoras:

1ª: Auckland, Nova Zelândia

Auckland, na Nova Zelândia - iStockphotos - iStockphotos
Imagem: iStockphotos

Nota: 96

Pontos fortes: educação, saúde (com baixos índices de covid-19 durante o ano) e boas atrações culturais.

2ª: Osaka, Japão

Osaka, Japão - SeanPavonePhoto/Getty Images - SeanPavonePhoto/Getty Images
Imagem: SeanPavonePhoto/Getty Images

Nota: 94,2

Pontos fortes: estabilidade e saúde.

3ª: Adelaide, Austrália

Adelaide, Austrália - moisseyev/Getty Images - moisseyev/Getty Images
Imagem: moisseyev/Getty Images

Nota: 94

Pontos fortes: educação e saúde.

4ª: Wellington, Nova Zelândia e Tóquio, Japão (empate)

Wellington - BrianScantlebury/Getty Images - BrianScantlebury/Getty Images
Wellington
Imagem: BrianScantlebury/Getty Images
Tóquio - f11photo/Getty Images/iStockphoto - f11photo/Getty Images/iStockphoto
Tóquio
Imagem: f11photo/Getty Images/iStockphoto

Nota: 93,7, ambas

Pontos fortes: saúde.

6ª: Perth, Austrália

Perth, Austrália - bennymarty/Getty Images/iStockphoto - bennymarty/Getty Images/iStockphoto
Imagem: bennymarty/Getty Images/iStockphoto

Nota: 93,3

Pontos fortes: saúde, educação e infraestrutura

7ª: Zurique, Suíça

Zurique, Suíça - taranchic/Getty Images/iStockphoto - taranchic/Getty Images/iStockphoto
Imagem: taranchic/Getty Images/iStockphoto

Nota: 92,8

Pontos fortes: saúde, estabilidade e infraestrutura.

8ª: Genebra, Suíça e Melbourne, Austrália (empate)

Genebra, Suíça - bloodua/Getty Images/iStockphoto - bloodua/Getty Images/iStockphoto
Imagem: bloodua/Getty Images/iStockphoto
Melbourne, Austrália - GordonBellPhotography/Getty Images/iStockphoto - GordonBellPhotography/Getty Images/iStockphoto
Imagem: GordonBellPhotography/Getty Images/iStockphoto

Nota: 92,5 ambas

Pontos fortes: boa performance no geral.

10ª: Brisbane, Austrália

Brisbane, Austrália - ymgerman/Getty Images - ymgerman/Getty Images
Imagem: ymgerman/Getty Images

Nota: 92,4

Pontos fortes: boa performance no geral.